Vimeca/Lisboa Transportes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Autocarro da Vimeca, no terminal do Marquês de Pombal.

A Vimeca/Lisboa Transportes é uma companhia de transportes públicos que opera uma rede de autocarros nos concelhos de Oeiras, Amadora, Cascais e Sintra, com ligações a Lisboa, onde opera até à Praça Marquês de Pombal, Terminal Rodoviário do Colégio Militar, Belém e numa ligação até à Praça de Espanha. Algumas carreiras estão subordinadas à rede da Vimeca e outras, nomeadamente as que passam por Lisboa, à da Lisboa Transportes, por uma questão de bilhética, embora pertençam à mesma companhia.

História[editar | editar código-fonte]

A Vimeca foi fundada em 21 de Setembro de 1931[1] , com o seu nome a significar Viação Mecânica de Carnaxide. Inicialmente fazia uma ligação entre Carnaxide e Algés usando um veículo de tracção animal. Adquiriu o seu primeiro veículo mecânico na década de 30 e desde então tem crescido no conelho de Oeiras. Nos anos 70 começa a fazer ligações directas a Lisboa. Em 1995, no processo de privatização da Rodoviária de Lisboa, conquista o monopólio sobre novas áreas e atinge a dimensão actual. Hoje a empresa emprega 401 motoristas responsáveis por 225 autocarros, efectua 83 carreiras e transporta diariamente 175 milhares de passageiros.

Operação[editar | editar código-fonte]

A sede da Vimeca localiza-se em Queluz de Baixo, concelho de Oeiras, onde tem as suas instalações oficinais e estação de recolha. No âmbito do serviço regular de passageiros, dada a área em que presta serviço, as carreiras da Vimeca permitem a realização de três funções ao longo dos concelhos que serve:

Ligações transversais[editar | editar código-fonte]

As ligações transversais são aquelas que permitem a ligação entre as linhas de Sintra e de Cascais. Com esta função, desde a linha de Cascais os autocarros partem de Belém, Algés, Cruz Quebrada, Caxias, Paço d'Arcos e Oeiras. Da linha de Sintra os autocarros partem de Santa Cruz-Damaia, Amadora, Queluz-Belas, Monte Abraão e Agualva-Cacém.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Transportes em Movimento. Vimeca.. Página visitada em 9 de Maio de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]