Vineh da Bulgária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vineh da Bulgária
do Império Búlgaro
Governo
Reinado 756762
Antecessor Kormisosh
Sucessor Telets
Dinastia Vokil
Vida
Nome completo Винех
Morte 762

Vineh ou Vinekh (em búlgaro: Винех) foi um cã búlgaro do século VIII. De acordo com a Nominalia dos Cãs Búlgaros, Vineh reinou por sete anos e era membro do clã Vokil, que é provavelmente a mesma família de seus antecessor. De acordo com a cronologia desenvolvida por Moskov, ele teria reinado de 754 a 762 enquanto que outras cronologias datam seu reino entre 756 e 762. Nenhuma delas, contudo, concorda inteiramente com a Nominalia.

História[editar | editar código-fonte]

Vineh ascendeu ao trono depois da derrota de seu antecessor, Kormisosh, pelo imperador bizantino Constantino V Coprônimo, o que fez com que alguns acadêmicos assumissem que ele seria um usurpador. Por volta de 756, Constantino V invadiu a Bulgária por mar e por terra, derrotando o exército búlgaro liderado por Vineh na Batalha de Marcela (Karnobat). O cã derrotado tentou a paz e chegou a enviar seus filhos como reféns. Em 759, Constantino V invadiu a Bulgária novamente, mas, desta vez, seu exército foi emboscado nos passos de montanha de Stara Planina na Batalha do Passo de Rishki. Vineh não perseguiu a vitória e tentou novamente firmar a paz, o que enfureceu a nobreza búlgara e ele acabou sendo morto juntamente com sua família.

A compilação do século XVII dos búlgaros do Volga, Ja'far Tarikh, uma obra cuja autenticidade é disputada, apresenta Bunek (Vineh) como o filho de uma irmã de Korymdžes (Kormisosh), que teria lhe passado o trono pacificamente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Vineh da Bulgária
Nascimento:  ? Morte: 762
Precedido por:
Kormisosh
Cã búlgaro
756–762
Sucedido por:
Telets

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mosko Moskov, Imennik na bălgarskite hanove (novo tălkuvane), Sofia 1988.
  • Jordan Andreev, Ivan Lazarov, Plamen Pavlov, Koj koj e v srednovekovna Bălgarija, Sofia 1999.
  • (fonte primária), Bahši Iman, Ja'far Tarikh, vol. III, Orenburg 1997.