Virgin America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Virgin America A320-214 LAX N621VA.jpg
Virgin America
IATA
VX
ICAO
VRD
Indicativo de chamada
REDWOOD
Fundada em 2004
Principais centros
de operações
Aeroporto Internacional de São Francisco
Programa de milhagem eleVAte


Frota 21 aeronaves
Destinos 7 localidades
Companhia
administradora
Virgin Group
Sede Burlingame, California
Pessoas importantes C. David Cush
Donald J. Carty
Sítio oficial www.virginamerica.com

A Virgin America é uma empresa aérea norte-americana com conceito low-cost (Baixo - custo) que começou suas operações em 8 de agosto de 2007. A companhia visa prestar serviços de baixo custo de alta qualidade para "rotas-longas ponto-a-ponto entre cidades da costa leste e oeste". O Aeroporto Internacional de São Francisco, é o principal hub da empresa. O programa de milhagem da Virgin America é conhecido como eleVAte e, por enquanto ainda não foi oficialmente lançado.

A criação desta companhia é um projecto da Virgin Group, detido por Richard Branson que controla já as companhias Virgin Atlantic Airways e Virgin Blue. Como a lei americana limita o capital estrangeiro a 49%, e o controlo estrangeiro à 25% para uma companhia de vôos domésticos, a Virgin America deve levantar fundos importantes de investidores americanos antes de poder começar qualquer operação. A Virgin America, atualmente é presidida C. David Cuch.

Destinos[editar | editar código-fonte]

No momento, a companhia atende a seis aeroportos norte-americanos: Aeroporto Internacional de Los Angeles, Aeroporto Internacional de San Diego, Aeroporto Internacional de São Francisco, Aeroporto Internacional de Las Vegas, Aeroporto Internacional de Nova York JFK, Aeroporto Internacional Washington Dulles e o Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma. Até o final de 2008, a companhia pretende ter 10 destinos, e 30 destinos em 2012.

Frota[editar | editar código-fonte]

A Virgin America possui, como numerosas companhias low-cost, uma frota composta de aviões de um único fabricante, por razões de custos. A companhia levou a sua escolha sobre a Airbus, e fez uma encomenda de 8 Airbus A319 (4 foram entregues) e 11 Airbus A320 (7 foram entregues, ela aluga igualmente 6 aparelhos deste tipo). Os dois aparelhos possuem 8 lugares na classe executiva, os A319 compreende igualmente 110 lugares em classe econômica, e 141 para o A320. Futuramente, a companhia devera possuir uma frota de 34 aparelhos A319 e A320, sendo 15 alugados. Em fevereiro de 2008, a companhia possuía:

Frota Virgin America
Aeronave Total Passengeiros
(Executiva/Econômica)
Notas
Airbus A319 8
(9 pedidos)
122 (8/114) 2 ex-Skybus Airlines
Airbus A320 17
(3 pedidos)
149 (8/141) 2 ex-TAM
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.