Visco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde setembro de 2013).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaVisco
Viscum album

Viscum album
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Santalales
Famílias

Santalaceae

Loranthaceae

Visco, visgo ou agárico é uma planta arbustiva hemiparasita, da família das Lorantáceas, nativa das regiões temperadas da Europa e do Oeste da Ásia. Parasita diversas espécies de árvores.

  • Viscum album tem três subespécies:
    • Viscum album mali, com bagas brancas, apresenta folhas ovaladas de bordos lisos em pares ao longo do caule lenhoso. Parasita árvores do género Populus e Crataegus, e a macieira, o limoeiro etc.
    • Viscum album abietis, o visco dos abetos.
    • Viscum album pini que parasita os pinheiros no centro e sul da Europa e norte da Turquia.
  • Viscum cruciatum é hemiparasita da oliveira.
MistletoeInSilverBirch.jpg
Tufo de visco num choupo

Está em algumas culturas associado às festividades do natal, assim como o azevinho.

As suas bagas possuem propriedades medicinais. O visco era antigamente usado como remédio para a epilepsia e distúrbios nervosos, para doenças cardíacas, hipertensão e para a digestão. Na série em quadrinhos Asterix, o druida Panoramix colhia o gui (visco em francês) das árvores.

Estudos recentes parecem indicar que alguns componentes do visco activam o sistema imunitário e têm propriedades anti carcinogénicas.

As bagas são consumidas por pássaros, que cospem a parte viscosa que envolve a semente.

Os frutos macerados, fermentados e cozidos, produzem uma cola fina e muito adesiva.

Há uma lenda escandinava que diz que duas pessoas que se encontram de baixo de visco devem se beijar para celebrar com amor a ressurreição de Balder.

Ícone de esboço Este artigo sobre a ordem Santalales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.