Vittorio De Seta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde maio de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Vittorio De Seta (Palermo, 15 de Outubro de 1923) é um realizador de cinema Italiano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Palermo, Sicília, no seio de uma família saudável, estudou arquitectura em Roma, antes de decidir tornar-se realizador. Realizou dez pequenos documentários entre 1954 e 1959, antes de realizar seu primeiro longa-metragem, Banditi a Orgosolo.

Os seus primeiros documentários focavam essencialmente o dia-a-dia de muitos trabalhadores sicilianos pobres, e eram notáveis a sua capacidade de narração, melodias calmas e cores fortes.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1961 - Banditi a Orgosolo
  • 1966 - Un uomo a metà
  • 1969 - L'invitata
  • 1972 - Diario di un maestro (TV)
  • 1993 - In Calabria

Documentários[editar | editar código-fonte]

  • 1955 - Vinni lu tempu de li pisci spata
  • 1955 - Isole di fuoco
  • 1955 - Sulfarara
  • 1955 - Pasqua in Sicilia
  • 1955 - Contadini del mare
  • 1955 - Parabola d'oro
  • 1958 - Pescherecci
  • 1958 - Pastori di Orgosolo
  • 1958 - Un giorno in Barbagia
  • 1959 - I dimenticati

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Os Melhores Filmes de Todos os Tempos, de Alan Smithee, 1995