Vladimir Dzhanibekov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Vladimir Aleksandrovich Dzhanibekov (Russo: Владимир Александрович Джанибеков; nascido em 13 de Maio de 1942) foi um cosmonauta que realizou cinco missões espaciais.

Ele nasceu em uma região remota de Iskandar, na região de Tashkent, Usbequistão. Ele mudou seu nome de Krysin quando se tornou um cosmonauta. Sua família se mudou de Tashkent logo após seu nascimento. Em 1960 ele entrou na Universidade de Leningrado para estudar física, onde começou a se envolver no voos, algo pelo qual sempre havia se interessado. Em 1961 ele decide entrar na V. M. Komarov Higher Military Flying School em Yeisk. Quatro anos depois ele se graduou em se tornou um instrutor de voo na Força Aérea Soviética. Em 1970 ele foi selecionado como um cosmonauta. Isto foi no mesmo ano que ele se juntou ao Partido Comunista.

Dzhanibekov participou de cinco voos: Soyuz 27, Soyuz 39, Soyuz T-6, Soyuz T-12 e Soyuz T-13. No total ele passou 145 dias, 15 horas e 56 minutos no espaço ao longo dessas missões. Ele também realizou dois EVAs com um tempo total de 8 horas e 35 minutos.

Após deixar o programa espacial em 1986, ele se envolveu em política. e foi o vice-presidente do Soviete Supremo do Usbequistão de 1985 a 1990.

Ele se interessou pela pintura e seus trabalhos, predominantemente sobre o espaço foram mostrados em diversas exibições e também se interessou pelo balonismo e em voar ao redor do mundo. Realizou apenas um voo, que durou apenas 30 minutos.

Dzhanibekov foi nomeado duas vezes Herói da União Soviética, recebeu cinco Ordens de Lenine e uma Ordem da Estrela Vermelha. Ele também foi um Herói da República Popular da Mongólia e recebeu a condecoração mongol Ordem de Sukhe-Bator. Ele também recebeu a Legião de Honra da França e é cidadão honorário em Gagarin, Kaluga (Rússia), Arkalyk (Cazaquistão) e Houston (Estados Unidos).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]