Vladimir Zworykin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vladimir Zworykin
Engenharia
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Soviético
Nascimento 29 de julho de 1888
Local Murom
Morte 29 de julho de 1982 (94 anos)
Local Princeton
Atividade
Campo(s) Engenharia
Conhecido(a) por Televisão
Prêmio(s) Medalha Howard N. Potts (1947), Medalha de Honra IEEE (1951), Medalha Faraday (1965), Medalha Nacional de Ciências (1966), National Inventors Hall of Fame (1977)

Vladimir Kozmich Zworykin (em russo: Владимир Козьмич Зворыкин; Murom, 29 de setembro de 1888Princeton, 29 de julho de 1982) foi um inventor e engenheiro russo-americano, pioneiro da tecnologia da televisão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou Engenharia Eletrotécnica em 1912 no Instituto de Tecnologia de São Petersburgo, onde teve a possibilidade de trabalhar nos estudos de projeção de imagens a distância realizadas por Boris Rosing, utilizando os aparelhos de P. G. Nipkow. Depois da láurea, Zworykin foi admitido no Collège de France, onde estudou a tecnologia do raio x sob a orientação de Lengevin. Retornou à Rússia no princípio da Primeira Guerra Mundial, tendo servido ao exército por dois anos como oficial do Corpo de Telecomunicações. Imigrou para os Estados Unidos em 1919 e ano de 1920 foi admitido no Laboratório de pesquisas da Westinghouse para trabalhar em tubos de vácuo e em células fotoelétricas. No ano de 1923, Zworykin voltou a realizar pesquisas e estudos em Física na Universidade de Pittsburgh (pensilvânia), laureando-se no ano de 1926, com uma tese sobre o Desenvolvimento das Células Fotoelétricas.

Em 1924 Zworykin conseguiu patentear o seu iconoscópio, um aparelho que seria essencial para a invenção do televisor. O iconoscópio foi, segundo a explicação de Zworykin, uma reprodução eletrônica do olho humano. Além dessas descobertas, Zworykin colaborou com o matemático John von Neumann num projeto de computador destinado a previsões meteorológicas. 1

Referências

  1. MARTINS, Jader Benuzzi. A história da eletricidade. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna, 2007, p. 207.


Precedido por
Frederick Terman
Medalha de Honra IEEE
1951
Sucedido por
Walter Ransom Gail Baker