Vladislau II da Polónia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Vladislav II da Polónia)
Ir para: navegação, pesquisa
Vladislav II da Polónia
Grão-Duque da Polónia
Retrato do século XIX, feito por Jan Matejko
Governo
Reinado Grão-Duque da Polónia
Dinastia Grão-Duque da Polónia
Vida
Nome completo Vladislav II da Polónia
Nascimento 1105
Cracóvia,
Morte 30 de maio de 1159 (54 anos)
Altenburg
Pai Boleslau III da Polónia
Mãe Zbyslava de Kiev
Escudo do Brasão de Armas da Silésia.
Brasão de armas da Dinastia Piast

Vladislav II da Polónia "o desterrado" (em Poláco: Władysław II Wygnaniec (Cracóvia, 1105 - Altemburgo 30 de maio de 1159) foi o Grão-Duque da Polónia entre 1138 e 1146.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Com a morte de seu pai, Boleslau III da Polónia "O boca torcida", Vladislav II, como filho mais velho, tornou-se Grão-Duque da Polónia. Controlava as províncias ducais de Cracóvia e Gniezno e suas províncias hereditários de Silésia.

Boleslau III faleceu em 28 de outubro de 1138. Seu testamento, escrito há alguns anos atrás e inspirado costumes Kiev, marca o início do desmembramento territorial da Polónia. Ele dividiu o seu território entre os seus filho, cada um recebendo um ducado hereditário:

Ladislau II recebe o ducado da Silésia, com Cracóvia como sua capital, Boleslau IV da Silésia recebe o Mazóvia e Cujavie, tendo Płock como capital), Miecislau I da Silésia recebe Mazóvia, Poznań como a capital, Henry recebeu o Ducado de Sandomierz, com Sandomierz como sua capital).

Dos restantes representantes masculinos da Dinastia Piast,[1] [2] Vladislau II, torna-se o princeps, e, como tal, também governa um território, ficando com a Pequena Polônia, tendo Cracóvia como sua capital. A da Grande Polónia com Gniezno e Kalisz, a Pomerânia Ocidental, a Pomerânia Oriental com a região de Łęczyca e Sieradz, que recebe após a morte de Salomé, segunda esposa do pai. É ele quem decide em última instância em matéria de política externa, celebrar tratados, declarar guerra, tem o direito de posse, é o juiz supremo e supremo. Casimiro II da Polónia, "o Justo", que não nasceu depois do pai ter feito o testamento, não recebe nada.

Relações familiares[editar | editar código-fonte]

Foi filho de Boleslau III da Polónia "O boca torcida", duque da Polónia, e Zbyslava de Kiev, filha de Sviatopolk II de Kiev.

Vladislav II casou em 1125 com Inês de Áustria (1111 - 1157), filha de Leopoldo III da Áustria e de Inês de França, filha do Imperador Henrique IV, Sacro Imperador Romano-Germânico, de quem teve:

  1. Boleslau I da Silésia "o Alto" Duque da Silésia (11278 de Dezembro de 1201) casou com Adelaide de Sulzbach.
  2. Rixa da Polónia (114016 de junho de 1185) casada por duas vezes, a primeira com Afonso VII de Leão e Castela[3] [4] [5] e a segunda com Ramon Berenguer III da Provença.
  3. Mieszko I da Siésia, duque de Oppeln casou com Ludmilla.
  4. Konrad Spindleshanks, (entre 1146 e 1157 - 17 de janeiro 1190) duque de Głogów desde 1177 até sua morte.
  5. Alberto da Polónia (1156 - 1168 ou 1178)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Comissão Histórica de Silésia (ed.): História da Silésia. Bd 1, Sigmaringen 1988, ISBN 3-7995-6341-5 , pp 83-86.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Encyklopedia Powszechna PWN Warsaw 1975 vol. III p. 505
  2. Encyclopedia Britannica: Piast Dynasty
  3. História Genealógica da Casa Real Portuguesa, D. António Caetano de Sousa, Atlântida-Livraria Editora, Lda, 2ª Edição, Coimbra, 1946, Tomo I-pág. 41.
  4. Chronica Adefonsi Imperatoris Chronica Adefonsi Imperatoris, Bispo Arnaldo de Astorga (em inglês)
  5. Geneall.net.