Vladislav Volkov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vladislav Volkov

Cosmonauta da URSS
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviético
Nascimento 23 de Novembro de 1935
Moscou, URSS
hoje Rússia
Morte 30 de Junho de 1971 (35 anos)
Missões Soyuz 7, Soyuz 11
Insígnia
da missão
Soyuz-7-patch.png Soyuz 11 mission patch.gif

Vladislav Nikolayevich Volkov ( russo: Владислав Николаевич Волков; Moscou, 23 de Novembro de 193530 de Junho de 1971) foi um cosmonauta soviético participante de duas missões espaciais, morto na missão Soyuz 11, com mais dois cosmonautas, durante a reentrada da nave na atmosfera terrestre.

Formado pelo Instituto da Força Aérea de Moscou como engenheiro de aviação, em 1959, Volkov trabalhou na equipe de design e desenvolvimento das espaçonaves Vostok e Voskhod, antes de ser selecionado para o grupo de cosmonautas do programa espacial, em 1966.

Volkov foi ao espaço pela primeira vez em outubro de 1969, integrando a tripulação da Soyuz 7, missão que tentou um acoplamento mal sucedido no espaço com a Soyuz 8.

Em 1971, ele fez parte da fatídica missão Soyuz 11. Após uma permanência de 23 dias a bordo da Salyut 1, a primeira estação espacial colocada em órbita, na volta para a Terra, após uma reentrada normal, a cápsula foi aberta e a tripulação foi encontrada morta. Foi descoberto que uma válvula defeituosa havia sido aberta quando a nave saiu de órbita, o que permitiu que a atmosfera interior saísse para o espaço, despressurizando a nave e sufocando o grupo.

Volkov foi condecorado duas vezes como Herói da União Soviética (em 22 de Outubro de 1969 e em 30 de Junho de 1971, postumamente) e também recebeu a Ordem de Lenin.

A cratera Volkov na Lua foi nomeada em sua homenagem.

Vladislav Volkov foi enterrado na Praça Vermelha, nos muros do Kremlin, em Moscou e uma rua da capital russa leva o seu nome.

Ver também[editar | editar código-fonte]