Voices (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo Voices
Informação geral
Local de nascimento
Brasil
Origem Rio de Janeiro, RJ
País  Brasil
Gênero(s) Gospel, pop
Ocupação(ões) Grupo vocal
Período em atividade 1997-2012
Gravadora(s) MK Music
Influência(s) Point of Grace, Kléber Lucas, Emerson Pinheiro, Jairo Bonfim, Altos Louvores
Página oficial http://www.grupovoices.com.br
Integrantes Marina de Oliveira
Fernanda Brum
Eyshila
Liz Lanne
Lilian Azevedo
Ex-integrantes Jozyanne

Voices foi o grupo feminino de maior sucesso da música gospel.[1] Criado no ano de 1997, o grupo era formado por cinco cantoras já conhecidas no meio gospel, dentre elas Marina de Oliveira, Fernanda Brum, Liz Lanne, Jozyanne, Lilian Azevedo e Eyshila. O grupo lançou sete álbuns[2] , sendo dois deles (Por Toda a Vida e Acústico) discos de ouro.[3] Em janeiro de 2012, o grupo lançou o último álbum, Voices para Sempre finalizando 15 anos de carreira.[4]

Formação[editar | editar código-fonte]

O Grupo Voices surgiu em 1997, a partir de uma ideia de Marina de Oliveira, que inicialmente gravaria um albúm direcionado para o exterior junto com Fernanda Brum, porém, como as duas tinham timbres um pouco diferentes, Fernanda convidou Eyshila para participar e decidiram que o Voices seria um trio. Para o entrosamento vocal ficar ainda melhor, Eyshila convidou sua amiga Jozyanne para participar do vocal do cd, em algumas vezes Jozyanne não podia ir na gravação, então Liz Lanne a substituia, também participando do vocal. No final da gravação de todo o cd, Yvelise de Oliveira (presidente da gravadora MK Music) decidiu então que o grupo seria com as cinco integrantes, assim nasceu o Voices, com o objetivo de suprir a carência no mercado musical gospel de um grupo vocal que desenvolvesse um trabalho moderno, antenado com as novas tendências da música internacional e que abrisse o mercado externo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início e primeiro álbum[editar | editar código-fonte]

A idéia de formar um grupo, era apenas pra gravar um álbum em espanhol, sem nenhuma pretensão de perpetuidade, principalmente, no mercado nacional. Mas, o que era projeto, tornou-se ministério. [5]

Gravaram juntas o primeiro disco "Colores del amor" que foi totalmente voltado para o exterior e seria lançado na expolit, uma feira internacional de música que a sua gravadora Mk Music estava adentrando. Fazendo o caminho contrário dos cantores que se consagram primeiro no Brasil, para só depois buscarem o mercado exterior, o grupo se lançou inicialmente em Los Angeles, Estados Unidos.

Apresentando-se para o público americano, em inglês, o Voices foi reconhecido como uma das revelações da música gospel brasileira. O que poderia ser um empecilho, a gravação em uma língua estrangeira, foi mais um atrativo para o público brasileiro que confirmou o que os americanos já haviam descoberto. O inesperado sucesso também no mercado nacional impulsionou o grupo a lançar, em 1999, um CD em português: Corações Gratos.[6]

Após esse cd veio o estrondoso sucesso de Por toda vida em 2000 gerando o primeiro disco de ouro do grupo por mais de 100.000 cópias vendidas e que ganhou versão em VHS num show gravado no Olimpo (RJ) e que futuramente viria ser relançado em DVD. Esse cd também proporcionou experiências incomuns às cantoras, como a participação no programa do Ratinho.[7]

A experiência de mãe das cantoras acabou levando-as ao desejo de produzir um CD de músicas infantis, lançando então em 2001 o cd Coração de Criança. O produtor e arranjador Emerson Pinheiro se desdobrou para deixar as canções modernas e atrativas. Dance, forró, rock, blues, timbalada e frevo são alguns dos ritmos que foram explorados nesse cd.[8]

Em 2002 lançaram o Cd Aliança. A faixa “''Sai”'', composição de Eyshila, foi o grande hit deste trabalho, que teve arranjos de Emerson Pinheiro e produção vocal de Marquinhos Menezes (marido de Lilian Azevedo). . [9]

Três anos depois, o grupo realizou um grande sonho: a produção do CD Voices Acustico[10] , um CD que reúne composições próprias do grupo e de grandes nomes da música gospel.

Meses depois, dia 27 de abril de 2005, o grupo lançou oficialmente o CD, Acústico com uma noite de autógrafos e gravou ao vivo o DVD Voices Acústico & Ao vivo[11] , no teatro Odylo Costa Filho, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). O evento marcou a saída de Jozyanne que a partir daí segue em carreira solo e a chegada da nova integrante Lilian Azevedo, fonoaudióloga e backing vocal, que foi convidada para entrar no grupo justamente enquanto gravava os vocais do CD Acústico.[12]

A “troca” de Jozyanne por Lílian aconteceu durante a gravação do DVD, em pleno palco da Uerj. Ao som de Hello, Goodbye que o Voices gravou no CD anterior, Aliança – as quatro integrantes originais se despediram de Jozyanne e prosseguiram o show com Lílian. Estava apresentado ao público, ao vivo, o novo Voices. A gravação do DVD Acústico contou com uma estrutura impecável. No belíssimo cenário, com pilastras que lembravam a Grécia antiga, estavam a banda Quatro por Um, um sexteto de cordas e os vocalistas Wilian Nascimento, Jane, Ítalo e o grupo Vocalize (Jairo Bonfim, Jozy e Joelma Bonfim). O clima acústico só foi quebrado, em algumas faixas, com presença da guitarra. Lílian, por sua vez, se mostrou bem tímida durante a gravação. Ela entrou no palco já na segunda música, Na Presença do Rei, apresentada por Jozyanne, e permaneceu até o final. Sempre discreta, somente na 14ª música, Não Posso Me Calar, ela foi à frente e fez um breve solo, sendo aplaudida pelo público.

O Voices fugiu à tendência de gravar discos ao vivo só com músicas inéditas. Embora o repertório gravado na Uerj tenha sido baseado no CD Acústico, elas incluíram sucessos de suas carreiras solo: Na Casa de Deus (Eyshila), Apenas um Toque (Fernanda Brum), Milagre (Liz Lanne) e Jesus Volta Logo (Marina de Oliveira).

Depois de outro antigo sucesso, Projeto de Deus – música de Kleber Lucas gravada pelo Voices no CD Corações Gratos, de 1999, e que tornou-se um hino nas igrejas – Jozyanne voltou ao palco e as seis cantoras terminaram o show com o maior sucesso do grupo, Pisa, com direito a coreografia.

Na platéia do teatro, além de um grande público, estavam artistas da MK como Aline Barros, Cassiane, Nádia Santolli e Magno Malta. Uma surpresa foi a presença da cantora Fantinni, do grupo Rouge, que conheceu Fernanda Brum num avião. No camarim, ela disse ter ficado impressionada com o Voices desde a primeira música do show, Vivo Ele Está. A emoção tomou conta de todos; cantoras e público não contiveram as lágrimas em vários momentos. Antes das músicas, as Voices se revezavam fazendo ministrações de acordo com a letra, tornando a gravação muito mais que um mero show, e sim um culto de adoração a Deus. No momento em que Jozyanne – ovacionada pelo público a cada solo – deixou o palco, Fernanda, Marina, Eyshila e Liz Lanne não contiveram o choro.

Em 2007 o grupo grava o Cd Sobreviverei, comemorando 10 anos de trabalho musical, o título expressa bem o momento vivido pelo grupo de gratidão a Deus pela continuidade do ministério. Nada melhor do que comemorar uma década de louvor e adoração com CD novo. Outro motivo de celebração, é a estréia de Lilian Azevedo, que pela primeira vez participa do CD como integrante do Voices. A princípio o titulo do CD seria ''Voices Hoje'' mas Eyshila e Marina de Oliveira decidiram mudar para o nome do CD para ''Sobreviverei''..[13]

Em 2008 gravaram o CD Natal. Voices Natal é uma produção musical “Hollywoodiana” de Emerson Pinheiro com arranjos encorpados, muitos sinos badalando e vocais primorosos, que trazem à memória todo o sentido desse dia tão especial para a humanidade. O disco temático tem um repertório que inclui as tradicionais “Noite de Paz” (da Harpa Cristã) e “Vamos Festejar o Natal” (versão feita por Eyshila), além de outras oito canções inéditas, compostas pelos irmãos Freire (Adelso, Adilson, Dirceu e Anderson), da banda Giom, além dos compositores Junior Maciel, Aretusa, Livingsthon Farias, Dalvimar Gallo, Fernanda Brum seu esposo, Emerson Pinheiro, que além de produzir o CD, assina duas faixas. O grupo sempre teve esse sonho de gravar um CD de Natal. A gravadora MK Music decidiu colocar o projeto em prática, e realizar o sonho das cantoras.[14]

Último CD de Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2012 lançaram o ultimo CD de carreira, Voices Para Sempre. Todo processo de produção do projeto levou cerca de um ano para ser concluído. O cd apresenta uma variedade de ritmos que é uma marca registrada do grupo. Esse último trabalho do grupo sintetiza 15 anos de estrada de forma singular, com destaque carinhoso para as reinvenções sonoras e grande contribuição à música gospel brasileira. Com mais inovações e muita dedicação de Fernanda Brum, Marina de Oliveira, Lilian Azevedo, Liz Lanne e Eyshila, Voices Para Sempre se torna um álbum definitivo, que nos deixa com gostinho de quero mais. A princípio a ex integrante Jozyanne também participaria desse último trabalho do grupo, mas de última hora não foi possível, devido a algumas cláusulas de contrato com a sua atual gravadora Central Gospel Music, o que a possibilitou de participar somente do vocal de algumas musicas. Jozyanne se pronunciou em seu blog oficial, dizendo

"Por ter feito declarações sobre minha participação no cd do GRUPO VOICES em respeito a todos aqueles que acompanham o meu ministério, responderei em síntese o ocorrido. Para que ninguém se aproveite dessa situação para fazer comentários indevidos.O que aconteceu foi que como recebi o convite para participar na integra deste cd no ano de 2009, foi percebido que pela minha atual situação de não mais pertencer ao casting da gravadora, hoje seria inviável a minha participação como proposto no início, deste projeto por inteiro, por motivos contratuais, por isso o projeto seguiu sem a minha participação. Mas tenho absoluta certeza de que o cd continuará sendo uma benção na vida de muitos. A minha participação seria apenas mais um detalhe mediante ao conteúdo do cd, que por sinal tem um repertório lindo e que quem acompanha a trajetória do grupo vai gostar." [15] [16]

A Música de trabalho, que marcou e encerrou os 15 anos do Grupo, foi "Aguenta Firme", uma regravação da Pastora Ludmila Ferber. Baseadas em fatos reais, as cenas do clipe "Aguenta Firme" reflete a história de Eyshila, quando fez uma operação nas cordas vocais em 2008 e passou por um período extremamente difícil: ficou sem voz durante um ano, mas Deus trocou seu medo pela fé. "Se eu pudesse compreender todos os caminhos de Deus, Ele não seria o meu Deus. Eu é que seria o Deus dEle. Mas, porque Ele é Deus, Seus caminhos são mais altos do que os meus caminhos e Seus pensamentos mais altos do que os meus. Mesmo quando não entendo as razões, sei que há um motivo justo e coerente, que Deus pode me revelar ou não. Então, faço minhas as palavras do profeta Isaías: "Tu, Senhor, guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme porque confi a em Ti. (Is. 26:3). Minhas lutas não diminuem quem Deus é pra mim.", declarou Eyshila. 

Há também partes baseadas no momento em que a pastora e cantora Fernanda Brum viveu quando estava grávida da Laura, sua filha mais nova. Fernanda sofreu alguns abortos espontâneos, passou por momentos de medo, mas não perdeu a fé e decidiu, acima de tudo, crer na glória de Deus. "Foi difícil crer que a Laura ia nascer, crer que eu ia conseguir, crer que a morte não ia vencer. Foi a minha batalha de nove meses. Glória a Jesus que eu consegui chegar até o fim, e a Laura veio para completar a nossa família", descreveu Fernanda.

O clipe também conta com o testemunho de superação da diretora artística e cantora da MK Music, Marina de Oliveira, que em 2010 passou por um momento de muita dor, quando perdeu seu marido e seu irmão em um acidente de ultraleve, no Rio de Janeiro. "Passamos por muitas lutas pessoais assim como vocês, e queremos deixar a certeza de que com Jesus podemos superar toda dor e vencer. São cenas muito fortes gravadas em um cemitério, retratando a morte do meu marido, Sérgio Menezes. Que sirva para edificação de muitas vidas", ressaltou Marina. Uma superprodução e direção da gravadora para celebrar este importante capítulo escrito na música gospel nacional por este grupo tão profético.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Marina de Oliveira Marina de Oliveira iniciou oficialmente sua carreira em 1986, imitando cantoras do gospel americano, com o lançamento do LP Imenso Amor. Logo ficou conhecida como a “Marina do Faça um teste” após sua música ser maciçamente executada na rádio Melodia FM do Rio de Janeiro, dando projeção para todo o Brasil; “Acho que marquei um tempo musical com a música Faça um teste (…), fui ousada e paguei o preço”, diz Marina de Oliveira em entrevista para a publicação especial que acompanhou o CD Canta Brasil 500. Alvo de críticas e muitas vezes considerada à frente de seu tempo, Marina de Oliveira é vista por muitos como pivô na quebra de vários tabus que impediam a evolução do segmento gospel no Brasil (ver site oficial da cantora).Isso levou a mídia a compará-la com a rainha mundial do pop Madonna, dando à rainha gospel brasileira o título de “A Madonna Gospel do Brasil”, devido ao seu profissionalismo e pioneirismo ao que se refere à levar a palavra de Deus pela música. Há mais de vinte anos no mercado fonográfico, também trabalha na produção de espetáculos e gravação de DVDs de vários artistas da MK Music, empresa da qual é produtora artística. Além disso, Marina de Oliveira esteve à frente desde 1997 como apresentadora do Conexão Gospel, programa de TV (também exibido em versão online) que exibe entre outras atrações, videoclipes de cantores evangélicos, programa qual foi pela primeira vez ao ar em formato teste em 1996 a madrugada pela CNT, e no ano seguinte foi para a BAND. Atualmente o programa é apresentado por Flávia Dourado. Marina de Oliveira integra também o grupo vocal feminino Voices juntamente com outras cantoras de destaque no panorama gospel nacional: Fernanda Brum, Eyshila, Liz Lanne e Lílian Azevedo. Prestes a completar 25 anos de carreira, além de cantora e com diversas funções acumuladas e usadas a serviço de Deus, Marina foi a ganhadora do Grammy Latino 2010 com o álbum Na Extremidade.
  • Fernanda Brum Dona de uma bela voz grave – timbre pouco explorado no mercado gospel, Fernanda Brum se entrega a cada interpretação com liberdade. Exprimindo sentimentos, emoções, e imprimindo personalidade. Ela deixa aflorar o que está em seu coração, inspirada por experiências do dia-a-dia. Simples, assim. Sem esforço algum, mas com muito carisma e simpatia. Fernanda Brum, é uma cantora de grande destaque no mundo evangélico. Foi descoberta pela cantora evangélica Shirley Carvalhaes, após abrir um show com mais de 150.000 pessoas. A MK Music, que estava no show, contratou Fernanda Brum. Fernanda é casada com o também cantor e produtor musical, Emerson Pinheiro que tem um filho, Isaac Brum. Ambos foram ordenados pastores. Aos cinco anos de idade, Fernanda Brum já cantava. Por volta dos 16 anos, após um período longe da igreja, do meio cristão e de ter trabalhado como modelo, Fernanda Brum finalmente encontrou sua vocação. Em 1993, foi lançado seu primeiro trabalho, Feliz de Vez, por outra gravadora. Foi através deste trabalho que a cantora foi contratada pela MK e se tornou, logo no CD seguinte, conhecida nacionalmente. Fernanda Brum ao longo de sua carreira, conseguiu vender milhões de cópias de seus álbuns, até o momento produziu cerca de 14 CD’s, sendo 8 deles individuais, recebeu várias premiações de destaque pelas composições divinas e pela sua linda voz grave. Fernanda congrega na Igreja Batista Central da barra no Rio de Janeiro, onde dirige todas as quartas-feiras um culto, juntamente com seu marido.
  • Eyshila é nora do pastor José Santos, presidente da Assembléia de Deus da Penha, no Rio de Janeiro, e concunhada do pastor Silas Malafaia. Eyshila já fez parte do Grupo Altos Louvores. Além de cantar como solista, também canta com o Grupo Voices. Desses mesmos grupos, também já fizeram parte sua irmã Liz Lanne e a cantora Jozyanne. Liz Lanne continua na carreira solo e no Voices, ao passo que Jozyanne segue apenas carreira solo. Todas são membros da Igreja Assembléia de Deus da Penha, no Rio de Janeiro. Além de Eyshila, também fizeram parte do Grupo Altos Louvores os cantores Sérgio Lopes, Marquinhos Gomes, Léa Mendonça e outros. Em 2007, Eyshila recebeu novamente indicação para o Grammy Latino pelo CD “Até tocar o Céu” na categoria Melhor Álbum de Música Cristã em Língua Portuguesa. E em 2008 Eyshila lançou seu primeiro Cd Na Língua Hispana “Haster Tocar El Cielo” onde PG cantor também da Mk Music tem a participação na música “Eres Adorado”. Logo depois do lançamento do CD Até Tocar o Céu, Eyshila teve um grave problema de voz ficando sem louvar por um ano. Em 2009 lançou seu álbum de retorno, o CD Nada Pode Calar Um Adorador.
  • Liz Lanne Ficou conhecida por integrar o grupo Voices, onde canta ao lado de sua irmã e das cantoras Marina de Oliveira, Fernanda Brum e Lilian Azevedo. Ela, desde cedo, mostrava sua aptidão para a música e, quando jovem, participou do grupo Altos Louvores, grupo que gerou grandes nomes da música como Marquinhos Gomes, Léa Mendonça e Eyshila. Liz Lanne é contratada pela MK Music e pela gravadora fez 4 CDs: Deus disse sim (produzido por Emerson Pinheiro), Perfume suave e Menina, Levanta-te (produzidos por Kleber Lucas), e Mergulhar (produzido por Rogério Vieira). Ser apenas mais uma cantora no grande mercado gospel não era a intenção de Liz Lanne, que louva desde pequena e já fez parte do grupo Altos Louvores, um dos mais importantes da década de 80. Por isso, Liz fez uma pesquisa minuciosa, em parceria com o produtor Emerson Pinheiro, para encontrar o seu estilo. Por isso, DEUS DISSE SIM, surpreendeu por introduzir novos ritmos, sonoridade, como o country norte americano. Explorando os graves, mesmo sendo soprano.
  • Jozyanne Escolhida por Deus para desenvolver um ministério de louvor, Jozyanne possui um timbre de voz suave, mas marcante, que emociona a todos que a ouvem cantar. Não só por sua belíssima voz, mas também pela interpretação singular que apresenta, a cantora transmite de maneira única o que a alma quer dizer em forma de canto. Sempre inovando, ela é capaz de interpretar com fidelidade vocal tanto a mais sacra das canções, assim como o pop. Seu trabalho pode ser definido como uma junção dos mais variados estilos musicais existentes, do pentecostal, a adoração até o pop, o que transfere a sua música: talento, versatilidade e capacidade musical. Jozyanne nasceu em uma família evangélica e voltada para música. Sendo seu pai maestro e músico, e sua mãe cantora, não poderia dar em outra coisa. Ela sempre teve muito talento para música, desde pequena seus pais a incentivavam cantar na igreja. Com três anos de idade já cantava com banda e tudo, pois é, e afinadinha. Participou também do coral infantil da Assembléia de Deus em Cordovil, junto com Liz Lanne e Eyshila, uma amizade que vem de longa data. Com sete anos, gravou três faixas no disco de sua mãe, que tinha como título “Vivo Está”. E assim foi… Jozyanne cresceu nos caminhos do Senhor, cumprindo seus propósitos e dependendo dEle para tudo. Ainda na adolescência tirou o primeiro lugar no Programa de Auditório El Shaday, promovido pela Rádio 93 FM. Mal se podia imaginar que dentro de alguns anos, ela mesma estaria lançando seu CD solo. Passado algum tempo, fez parte do grupo Altos Louvores. Mais tarde, na época da formação do grupo Voices, Jozyanne foi convidada pela amiga Eyshila para participar do back-vocal do primeiro projeto do grupo. Foi quando Deus usou Marina de Oliveira para abrir as portas da MK, convidando-a para participar como integrante do Voices, onde está até hoje. Logo depois, estreou sua carreira solo, que é mais uma das promessas que Deus cumpriu em sua vida. “Antes do meu primeiro CD, eu cantava nas igrejas com play-back de outras cantoras. Quando meu CD foi lançado eu pude ver a promessa que Deus havia feito quando eu era tão pequenininha sendo cumprida”, comenta emocionada. Jozyanne lançou seu primeiro CD em 2001, UM NOVO CORAÇÃO. Em 2003, veio SOM DO CÉU, um trabalho primoroso com arranjos de Jairinho Manhães. Casada com o pastor Odilton Angelo e mãe de duas filhas lindas, Isabella e Manuella, Jozyanne está vivendo um novo momento. Depois de seis anos, deixou o grupo Voices para se dedicar exclusivamente ao ministério solo. A saída do grupo Voices – do qual foi uma das fundadoras – não foi traumática, e sim, inesperada. A cantora recebeu direcionamento de Deus para seguir outro caminho – e com Ele não se discute. As amigas (Fernanda Brum, Liz Lanne, Eyshila e Marina de Oliveira) lamentam, claro, mas apoiaram Jozyanne e estão juntinhas da ex-integrante nessa nova fase. A notícia movimentou o segmento, mas principalmente a sua vida, gerando mudanças radicais e ousadia para prosseguir. ESPERO EM TI, seu terceiro CD pela MK tem produção de Ludmila Ferber (indicada ao Grammy Latino 2005) e Rogério Vieira (também indicado ao Grammy deste ano pelos CDs de Aline Barros e Eyshila). Para Jozyanne, o interessante é que cada produtor deu seu toque pessoal, mas respeitou o seu gosto musical. Aliás, o estilo de Ludmila e Rogerinho são bem diferentes, o que deu ao álbum maior riqueza sonora. Tudo aliado ao timbre agudo, porém “doce” da cantora, superou todas as expectativas.
  • Lilian Azevedo despontou no mercado como fonoaudióloga e cantora, com participação em diversos CDs como back vocal. Em 2005, Lílian passou a integrar o Grupo Voices.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbum de estúdio
Álbum ao vivo
  • 2000: Voices: Por Toda a Vida

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

  • 2005: MK CD Ouro - As Dez Mais do Voices
  • 2008: O Melhor da Música Gospel - Edição 14 com Voices
  • 2010: Falando de Amor - Voices

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • 2001: Por Toda Vida... (VHS)
  • 2004: Por Toda Vida... (Relançamento em DVD)
  • 2006: Voices Acústico & Ao Vivo
  • 2012: MK Clipes Collection - Voices

Singles/Clipes[editar | editar código-fonte]

  • Celebrate The Lord
  • Maravillosos Caminos
  • Cante Aleluia
  • Posso Confiar
  • Digno
  • Corações Gratos
  • Volta pra mim
  • Projeto de Deus
  • Na Direção de Deus
  • Por toda Vida
  • Canto Glória
  • Tem misericórdia de mim
  • Pisa no inimigo
  • Santo
  • Eu vejo Deus
  • A alegria do senhor
  • Medley de Israel
  • Sai
  • Pelo Fogo
  • Perdido na casa do pai
  • Vou estar lá
  • Calem-se
  • Mais Amor
  • Eu não posso me calar
  • Mãe
  • Hello, Good Bye
  • Meu Desejo
  • Vivo ele está
  • Tudo é possivel
  • Transformado
  • Na presença do Rei
  • Baby, amo você
  • Hoje
  • Sobreviverei
  • Em meio ao furacão
  • Habitar em ti
  • Natal
  • Levantarei a Bandeira
  • Aguenta Firme
  • Para Sempre

Referências

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.