Volta à Flandres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roger de Vlaeminck.jpg
Roger de Vlaeminck na subida do Koppenberg
Volta à Flandres
Nome Local Ronde van Vlaanderen
Região Bélgica Flandres
Data Março/Abril
Tipo Prova ciclística de estrada por etapas
História
Primeira Edição 1913
Número de Edições 98 (2014)
Primeiro Vencedor Bélgica Paul Deman
Último Vencedor Suíça Fabian Cancellara
Mais Vitórias 3 vitórias:
Bélgica Achiel Buysse
Itália Fiorenzo Magni
Bélgica Eric Leman
Bélgica Johan Museeuw
Bélgica Tom Boonen
Suíça Fabian Cancellara
Website oficial
UCI World Tour

A Volta à Flandres, também conhecida por Ronde van Vlaanderen (neerlandês) ou Tour des Flandres (francês), é uma corrida profissional de ciclismo de estrada que acontece em apenas um dia na região de Flandres, na Bélgica[1] . Ela é parte do UCI ProTour e uma das chamadas clássicas monumentais do ciclismo europeu juntamente com o Milão-Sanremo, Paris-Roubaix, Liège-Bastogne-Liège e Giro di Lombardia. A prova realiza-se na primavera, uma semana antes da Paris-Roubaix e é a mais importante competição de ciclismo sediada na Bélgica.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O Tour de Flandres foi criado em 1913 por Karel Van Wijnendaele, co-fundador da jornal desportivo Sportwereld. Naquela época, era costume os editores de jornais e revistas organizar provas de ciclismo como uma forma de promover os jornais.

Antes da Segunda Guerra Mundial a corrida era geralmente no mesmo dia da Milão-Sanremo em Itália. Proeminentes ciclistas italianos e franceses preferiam a última o que explica por que houve apenas um vencedor não belga antes da guerra. Depois da guerra, a prova cresceu em importância quando se tornou uma parte do Desafio Desgrange-Colombo, um precursor da atual UCI World Tour, de que agora é uma das provas principais. Os recordistas são os belgas, Achiel Buysse, Eric Leman, Johan Museeuw, e Tom Boonen, e o italiano, Fiorenzo Magni, cada um com três vitórias.[3] [4]

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Vitórias por País[editar | editar código-fonte]

# País Vitórias
1.  Bélgica 68
2.  Itália 10
3. Países Baixos Holanda 9
4.  França 3
4. Suíça 4
6.  Alemanha 2
7.  Reino Unido 1
7.  Dinamarca 1


Vencedores da Volta à Flandres e Paris–Roubaix no mesmo ano[editar | editar código-fonte]

Vencedores da Volta à Flandres
e Paris–Roubaix
Ciclista País Ano
Henri Suter Suíça 1923
Romain Gijssels  Bélgica 1932
Gaston Rebry  Bélgica 1934
Raymond Impanis  Bélgica 1954
Fred De Bruyne  Bélgica 1957
Rik Van Looy  Bélgica 1962
Roger De Vlaeminck  Bélgica 1977
Peter van Petegem  Bélgica 2003
Tom Boonen  Bélgica 2005
Fabian Cancellara Suíça 2010
Tom Boonen  Bélgica 2012
Fabian Cancellara Suíça 2013

Recordes[editar | editar código-fonte]

  • A Volta à Flandres mais rápida é a edição de 2001, ganha pelo italiano Gianluca Bortolami: 43.6 km/h.
  • 5 ciclistas partilha o recorde de vitórias (3 cada): o italiano Fiorenzo Magni e quatro belgas: Achiel Buysse, vencedor por 3 vezes na década de 1940, Eric Leman, que venceu no início da década de 1970, Johan Museeuw venceu a corrida em 1993, 1995 e 1998, Tom Boonen venceu em 2005, 2006 e 2012.[5]
  • O País com mais vitórias é a Bélgica (68).
  • Apenas seis ciclistas triunfaram em dois anos consecutivos.[5]
  • O vencedor mais velho foi Andrei Tchmil em 2000 com 37 anos 2 meses e 11 dias.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Volta à Flandres