Volume (música)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O volume é uma propriedade ou característica do som.

O termo "volume" já se aplica popularmente quando desejamos diminuir ou aumentar a quantidade de som existente em um ambiente. Não devemos confundi-lo com a intensidade sonora, pois esta é uma prática musical.

O que difere a intensidade do volume, é que o ato de um indivíduo dirigir-se a um aparelho de som e "aumentar o volume" não significa que ele esta tocando "forte" ou "fraco" naquele trecho musical que foi alterado. Aliás, nem caracteriza um ato musical.


Exemplos:

Um contrabaixista possui um contrabaixo provido de um potenciómetro para regulagem do volume, logo, decide tocar fraco determinado trecho da música sem usar este artifício e somente usa sua técnica (de tangir suavemente as cordas). Neste caso, ele trabalhou a intensidade, não o volume. Se ele optasse por usar o "botão de volume", obviamente não seria a intensidade que ele estaria alterando.

Uma banda, ao realizar um show possui auxilio técnico de um "técnico de som" (ou engenheiro de som) que fica responsavel por regular o volume sonoro nas potências para as caixas que reproduzirão o som amplificado, o que nos leva a questões: 1. Quando o baterista (por exemplo) toca mais fraco, ou qualquer um da banda, ou a banda toda, temos uma alteração de intensidade. 2. Quando o técnico de som aumenta ou diminui esta intensidade diretamente por meio das potências, temos uma alteração de volume.

Um filme possui músicas com intensidades que variam a todos os momentos, porém o indivíduo que o assiste pode, pelo aparelho que reproduz o filme, alterar seu volume quando desejar (sem influir nas intensidades).