Voo Alaska Airlines 261

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Voo Alaska Airlines 261
Imagem da animação feita pelo NTSB
Sumário
Data 31 de janeiro de 2000 (14 anos)
Causa Falha estrutural devido a má manutenção
Local Estados Unidos Oceano Pacífico, próximo a Ilha Anacapa, Califórnia, EUA
Coordenadas 34° 03,5′ N 119° 20,8′ W
Origem Aeroporto Internacional de Puerto Vallarta, México
Escala Aeroporto Internacional de São Francisco, Califórnia
Destino Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma, Washington
Passageiros 83
Tripulantes 5
Mortos 88
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo McDonnell Douglas MD-83
Operador Estados Unidos Alaska Airlines
Prefixo N963AS

Em 31 de Janeiro de 2000, um avião do tipo McDonnell Douglas MD-83 que fazia o voo 261 da Alaska Airlines sofreu um acidente fatal enquanto sobrevoava o Oceano Pacífico. Todas as pessoas que estavam a bordo do avião morreram no acidente e a aeronave ficou totalmente destruída. Foi, na época, o acidente mais grave envolvendo um MD-83.

A Investigação feita pelo NTSB determinou que a causa da queda foi resultado de uma má manutenção, onde a falta de graxa lubrificante causou o desgaste da alavanca que permite acionar o estabilizador horizontal da aeronave.[1] [2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Aviação

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Voo Alaska Airlines 261

Referências