Voo United Airlines 811

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Voo United Airlines 811
Ilustração da descompressão no B747
Sumário
Data 24 de fevereiro de 1989 (25 anos)
Causa Descompressão explosiva
Local Estados Unidos Arredores de Honolulu, Havaí, EUA
Coordenadas 21° 18′ N -157° 55′ E
Origem Aeroporto Internacional de Los Angeles, Califórnia
Escala Aeroporto Internacional de Honolulu, Havaí
Destino Aeroporto de Auckland, Nova Zelândia Nova Zelândia
Passageiros 337
Tripulantes 18
Mortos 9
Feridos 38
Sobreviventes 346
Aeronave
Modelo Boeing 747-122
Operador Estados Unidos United Airlines
Prefixo N4713U

Em 24 de fevereiro de 1989, o Voo United Airlines 811 tinha como rota a saída em Honolulu, Havaí e chegada na Austrália, com uma pequena escala no aeroporto de Auckland, Nova Zelândia. Viajavam neste voo 355 passageiros a bordo do, na época, maior avião do mundo o Boeing 747.

Acidente[editar | editar código-fonte]

Ao decolar, pela noite, do aeroporto de Honolulu, o Boeing 747 perdeu - nos arredores do local - a sua porta de carga que se abriu e se desprendeu da aeronave. Tal incidente causou uma descompressão no 747 e 9 passageiros foram sugados para fora do jato. Alguns dos passageiros succionados caíram no Oceano Pacífico e outros nos motores 3 e 4, acarretando em um incêndio no motor de número 4.

A tripulação requereu imediata volta ao aeroporto de Honolulu, e o fez com sucesso. O avião pousou e os 346 passageiros restantes saíram do jato com segurança.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um acidente aéreo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.