Vyasa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vyasa narrando o Mahabharata para Ganesha, seu escrivão.

Veda Vyasa (do sânscrito: वेद व्यास, vyasadeva, Krishna Dvapayana Vyasa, lit: “o preto que nasceu numa ilha fluvial e que é o divisor”) é uma figura central de devoção na maioria das tradições hinduístas. É considerado o autor do famoso poema épico hindu “Mahabharata” que pode ser tomado como uma espécie de autobiografia de Vyasa, narrando a sua história pessoal e da guerra fratricida entre os seu netos, os Pandavas e os Kauravas.

Vyasa é reverenciado como o divisor dos Vedas na versão dos nossos dias. Foi o supervisor e editor de toda a vasta literatura védica atual tanto dos shruti (os quatro Vedas, Upanishadas, Vedanta-sutras) quanto dos smirti (Puranas e Mahabharata).

Diz a tradição hindu que em um período de tempo de 4,2 milhões de anos ocorrem quatro yugas ou ciclos de criação material, de duração variável, conforme o ciclo. O período inicial (Era de Ouro ou Satya-yuga) é de 1,8 milhão de anos e a escritura sagrada é única, não é escrita, e todos a conhecem perfeitamente, uma vez que o intelecto humano nessa era é cem mil vezes o da era atual. O período subsequente se estende por 1,2 milhão de anos e é chamado Era de Prata ou Tetra-yuga, nesse período surge a civilização e a escrita, a escritura sagrada, o Veda passa a ter registro escrito dos seus hinos e o registro é necessário devido à degradação da memória, que é ainda dez mil vezes maior do que a de um ser humano atual.

A era que se segue é a Era de Bronze ou Dvapara-yuga, que dura oitocentos mil anos, e a escritura sagrada, o Veda, recebe todos os registros escritos, uma vez que a memória se degrada ainda mais e ainda assim, é cerca de mil vezes a de uma pessoa atual.

A quarta e última era é a Era de Ferro ou kali-yuga, onde a memória é ínfima e a escritura sagrada original, o Veda, jamais pode ser aprendida em uma única versão, dada à pequena inteligência dos humanos. Sendo assim, em toda a Kali-yuga surge um Vyasa, ou sábio divisor do Veda, que divide a literatura védica em quatro Vedas e nos textos corolários.

Na última Kali-yuga, o sábio divisor dos Vedas foi Parashara Muni, pai do atual divisor, Krishna Dvapayana Vyasa.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • The Mahabharata of Krishna-Dwaipayana Vyasa, tradução inglesa por Kisari Mohan Ganguli, primeira edição em 1883 e 1896, reedição de 1997.
  • The Iron Age in India. - N. R. Banerjee New Delhi: Munshiram Manoharlal - 1965.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vyasa
Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.