Wade Cunningham

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Wade Cunningham
Nome completo Wade Cunningham
Nacionalidade    Nova Zelândia Neozelandês
Data de nascimento 19 de Agosto de 1984 (30 anos)
Registros na IndyCar Series
Anos 2011
Times 1 (Sam Schmidt)
Campeonatos 0 (37º em 2011)
Pontos 36
Voltas mais rápidas 0
Primeira corrida Estados Unidos GP do Texas (primeira corrida), 2011
Última corrida Estados Unidos GP de Kentucky, 2011
GPs Poles Pódios Vitórias
3 0 0 0
Outros campeonatos
2005-2010
2006-2007
2004
Indy Lights
A1 Grand Prix
Fórmula Ford Zetec USA

Wade Cunningham (Auckland, 19 de agosto de 1984) é um automobilista neozelandês.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cunningham disputando o GP de St. Petersburg da Indy Lights, em 2005.
Cunningham (primeiro plano) disputando posição com o inglês Dillon Battistini, em 2008.

Cunningham iniciou a carreira disputando o Campeonato Mundial de Kart, em 2003. Após tornar-se campeão mundial da modalidade neste ano, foi contratado para disputar a Fórmula Ford (divisão Zetec USA) em 2004, terminando a temporada em quinto lugar.

No ano seguinte, estreou na Indy Lights pela equipe Brian Stewart Racing, conquistando o título logo em sua primeira temporada na categoria. Terminaria as duas temporadas seguintes em terceiro lugar, com 379 e 423 pontos, respectivamente.

A temporada de 2008 foi irregular para Cunningham, amargando um 19º lugar, sua pior classificação na Lights. Reergueu-se em 2009, agora ao serviço da equipe Sam Schmidt Motorsports, vencendo duas corridas e encerrando a temporada em quarto lugar, com 416 pontos. No ano seguinte disputou apenas duas corridas, terminando ambas no pódio (vitória em Indianápolis e terceiro lugar em Homestead). Terminou a temporada em décimo-quinto lugar.

A1 GP[editar | editar código-fonte]

Em paralelo com a Lights, Cunningham integrou a equipe da Nova Zelândia na extinta A1 Grand Prix, mas não teve chance de disputar nenhuma corrida.

IndyCar[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Cunningham disputou três corridas na IndyCar, pela Sam Schmidt (em associação com a AFS Racing. Sua melhor colocação foi um sétimo lugar no GP de Kentucky.

No GP de Las Vegas, foi um dos quinze pilotos envolvidos no acidente que vitimou o inglês Dan Wheldon.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.