Wagner Bello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Wagner Augusto de Paula Bello (São José do Rio Preto, 19 de março de 1960 - São Paulo, 12 de agosto de 1994) foi um ator brasileiro. Sempre teve uma carreira no teatro, sendo que seu único papel notável na televisão foi o personagem Etevaldo do seriado infantil Castelo Rá-Tim-Bum produzido pela TV Cultura em 1994. No ano em que faleceu, tinha acabado de se separar da atriz Valéria Sândalo

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi formado pela Escola de Artes Dramáticas da USP (EAD), e assim trabalhou em várias peças, inclusive recebeu o Prêmio APETESP de melhor ator em 1991 pela peça Enq, o Gnomo. Foi assistindo essa peça que Phillippe Barcinski, atualmente cineasta, o indicou para que fizesse um teste para o elenco de Castelo Rá-Tim-Bum. Wagner faleceu antes de gravar aquela que seria a última aparição de Etevaldo no programa. Para o episódio, então foi chamada a atriz Siomara Schroder, amiga de Bello, para interpretar Etecetera, irmã do ET. A atriz, em outra oportunidade, já havia interpretado a mãe de Etevaldo. Bello (como era chamado pelos amigos) morreu devido às complicações com ao HIV/AIDS no dia 12 de agosto de 1994, semanas depois de descobrir que tinha a doença.

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.