Wake of the Red Witch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wake of the Red Witch
A lenda da Bruxa Vermelha (PT)
No rastro da Bruxa Bermelha (BR)
 Estados Unidos
1948 • pb • 106 min 
Direção Edward Ludwig
Roteiro Harry Brown
Kenneth Gamet
Garland Roark
Elenco John Wayne
Gail Russell
Gig Young
Adele Mara
Género Aventura
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Wake of the Red Witch (br.: No rastro da Bruxa Vermelha / pt.: A lenda da Bruxa Vermelha) é um filme estadunidense de 1948 do gênero aventura, dirigido por Edward Ludwig. Roteiro de Harry Brown, Kenneth Gamet e Garland Roark para a Republic Pictures.

Elenco Principal[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Nos anos de 1860, o capitão Rails deliberadamente afunda o navio que comanda (o "Bruxa Vermelha"), de propriedade da companhia mercantil Batjak. Antes ele disse a seus homens de confiança, Sam e Riper, que voltariam juntos para recuperarem em segredo a carga de ouro que carregavam.

Quando são resgatados após o naufrágio, Rails e seus homens sofrem investigação da comissão naval. Estavam para ser condenados até que o proprietário da companhia, o ardiloso Mayrant Ruysdaal Sidneye, retira as acusações.

Livres, Rails e seus amigos compram um pequeno barco à vela e pretendem deixar passar o tempo, até que tenham condições de voltar ao local do naufrágio e se apossarem do ouro. Mas logo percebem que os homens de Sidneye o seguem por toda a parte, esperando descobrir onde o navio foi afundado.

Quando conseguem um mapa de uma ilha longíqua, os três homens resolvem partir até lá em busca de pérolas e caem numa armadilha, pois o local e os nativos são controlados por Sidneye. Sam vai jantar com Sidneye e este lhe conta a razão do capitão Rails não gostar dele e de ter afundado o Bruxa Vermelha.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
Gail Russell como a bela Angelique
  • Foi a segunda vez que John Wayne e Gail Russell trabalharam juntos num filme.
  • John Wayne chamou sua produtora de Batjac, numa referência à companhia mostrada no filme (que era grafada como Batjak).[1]
  • Esse filme foi um dos nove em que o personagem de John Wayne morre em cena.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]