Warzone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Warzone
Informação geral
Origem Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Hardcore skinhead
New York hardcore
Hardcore punk
Punk rock
Oi!
Período em atividade 1982 - 1997
Gravadora(s) Caroline Records
Another Planet
Victory Records
Revelation Records
Afiliação(ões) Son of Sam
Danzig
D Generation
Murphy's Law
Homewreckers
Chrome Locust
The Chelsea Smiles
Agnostic Front
Straight Ahead
Trip 6
Youth of Today
Rival Schools
Quicksand
Gorilla Biscuits
Project X
Moondog
Walking Concert
Walter Walter
Judge
Two Barrels Burning
Sick of it All
Kill Your Idols
Grey Area
The Arsons
S.S.S.P.
Vision
Higher Giant
No Redeeming Social Value
Página oficial MySpace Oficial
Ex-integrantes
Raymond Barbieri
Brad Davis
Todd Scofield
Tito (Sebastian Perez)
Charlie Scalfani
Thomas Carroll
Luke Abbey
Jeff Rivera
Walter Schreifels
Frank Stracuzza
Paul Canade
John Ullman
Jay Vento
Eric Komst
Vincent Verga
Todd Hamilton
Brian Goss
Jason Lehrhoff

Warzone foi uma banda skinhead não racista, formada no Lower East Side de Manhattan, em 1982.1 A banda ajudou a desenvolver a música hardcore da cidade de Nova York, e também fortaleceu o movimento skinhead. Durante os 15 anos de banda, que contou com diversas mudanças em sua formação, seu hardcore simples e primário era bastante influenciado por bandas Oi!, tais como a banda The Business, com a qual eles saíram em turnê diversas vezes (chegando também a fazer uma versão cover de uma música deles, chamada The Real Enemy). Outro estilo que também influenciou bastante a banda era o punk rock. Os fãs da banda pertenciam a diversos estilos, e comumente seus shows eram marcados por um público skinheads, por jovens straight edge, metalheads e também por punks de todas as idades.

História[editar | editar código-fonte]

O vocalista Raybeez (Raymond Barbieri) foi único membro consistente da banda2 , desde sua formação até o seu falecimento no dia 11 de setembro de 1997, que deu fim à banda. Raybeez era um veterano da Marinha dos Estados Unidos e estava recebendo tratamento na Veterans Health Administration, quando a doença danificou seu fígado e tirou-lhe a vida aos 35 anos de idade. Por mais de um ano após sua morte, todas os lançamentos feitos pela gravadora Victory Records vinham dedicados à sua memória, assim como duas coletâneas independentes. Esses álbuns - assim como alguns shows beneficentes feitos após a sua morte - levantou fundos para diversas entidades sem fins lucrativos.3

Como prova de que eles eram skinheads não racistas,4 a banda incluiu vários membros não-brancos através da sua história. Raybeez, inclusive, escreveu e cantou várias músicas que pedia unidade racial, lutou contra todos os tipos de preconceito e expressou-se fortemente contra qualquer coisa que dividia a juventude estadunidense.5 Sua canção "Under 18" denunciava práticas discriminatórias feitas contra menores de idade em diversos clubes que exigiam seus RG's para a liberação da entrada. A música "War Between Races" exigia o fim da violência racial e de todas as formas de preconceito dentro da cena hardcore, enquanto "Brother e Sisterhood" incentivava as mulheres a tornarem-se proeminentemente ativas no cenário hardcore, que, até hoje, continua a ser dominado tradicionalmente pelos homens.

Seus shows eram, muitas vezes, marcados pela violência, e como costume de parar as brigas entre a multidão antes que os seguranças se intrometessem e parasse o show, Raybeez costumava cantar no meio da multidão. Sua posição no meio da multidão, ao invés de parado no palco, o tornou bastante querido entre seus fãs, ao contrário de muitos outros artistas do mesmo gênero. Os fãs da Warzone não eram encorajados a cantar junto, no entanto, eles o faziam mesmo assim, e por causa disso eram eles quem decidiam e ditavam todo o repertório da banda. Inclusive era o público que decidia o quão longo o show seria - com alguns shows durando tanto tempo, que em certos momentos, nem mesmo o próprio Raybeez aguentava mais cantar.

A banda chegou ao fim em 1997, com a morte de Raybeez, vitimado por uma pneumonia.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio[editar | editar código-fonte]

EP's[editar | editar código-fonte]

  • Lower East Side Crew (1987) - EP
  • Live at CBGBs (1993) - live EP
  • Split with Cause for Alarm (1995) - EP de 10" polegadas
  • Lower East Side (1996) - EP

Referências