Diretrizes de Acessibilidade para o Conteúdo da Web

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Diretrizes de Acessibilidade para o Conteúdo da Web (WCAG, do inglês Web Content Accessibility Guidelines) são parte de uma série de recomendações para acessibilidade para a web publicadas pela Web Accessibility Initiative do W3C. Elas consistem de um conjunto de recomendações para fazer com que o contéudo seja acessível, principalmente para utilizadores com deficiência, mas também para todos os agentes de usuários, incluindo dispositivos bastante limitados, tais como os telefones celulares. A versão atual, 2.0, também é um padrão ISO, a saber ISO/IEC 40500:2012.

WCAG 1.0[editar | editar código-fonte]

As WCAG 1.0 foram publicadas e tornaram-se uma recomendação do W3C em 5 de maio de 1999. Elas foram supercedidas pelas WCAG 2.0.

As WCAG 1.0 possuem três níveis de prioridade:

  • Prioridade 1: Os desenvolvedores web precisam satisfazer estes requerimentos, caso contrário será impossível para um ou mais grupos acessar o conteúdo web. A conformidade com este nível é descrita como A.
  • Prioridade 2: Os desenvolvedores web deveriam satisfazer estes requerimentos, caso contrário alguns grupos terão dificuldade em acessar o conteúdo web. A conformidade com este nível é descrita como AA ou A duplo.
  • Prioridade 3: Os desenvolvedores web podem satisfazer estes requerimentos, de modo que fique mais fácil para alguns grupos acessarem o conteúdo web. A conformidade com este nível é descrita como AAA ou A triplo.

WCAG Samurai[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2008, o WCAG Samurai, um grupo de desenvolvedores independente do W3C, e liderado por Joe Clark, publicou correções e extensões às WCAG 1.0.

WCAG 2.0[editar | editar código-fonte]

As WCAG 2.0 foram publicadas como uma recomendação da da W3C em 11 de dezembro de 2008.[1] [2] O longo processo de consulta anterior a isso encorajou a participação na edição (e resposta a centenas de comentários) pelo grupo de trabalho, sendo que a diversidade foi garantida devido à inclusão de especialistas em acessibilidade e membros da comunidade com deficiência.

A iniciativa de acessibilidade web também está trabalhando em orientações para migrar de WCAG 1.0 para WCAG 2.0. Já está disponível uma comparação dos pontos de verificação das WCAG 1.0 com os critérios de sucesso da WCAG 2.0.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.