Willem de Sitter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Willem de Sitter
Nacionalidade Países Baixos Neerlandês
Nascimento 6 de maio de 1872
Local Sneek, Países Baixos
Morte 20 de novembro de 1934 (62 anos)
Local Leiden, Países Baixos
Prêmio(s) Medalha de Ouro da RAS (1931), Medalha Bruce (1931), Prêmio Jules Janssen

Willem de Sitter (Sneek, 6 de maio de 1872Leiden, 20 de novembro de 1934) foi um matemático, físico e astrônomo neerlandês.

Willem de Sitter estudou matemática na Universidade de Groningen e depois integrou o Laboratório de Astronomia de Groninga. Trabalhou no observatório do Cabo na África do Sul (1897-1899), e em 1908 foi nomeado para a cátedra de astronomia da Universidade de Leiden. Foi diretor do Observatório de Leiden de 1919 até sua morte.

De Sitter contribuiu a melhorar a compreensão da cosmologia. Uma de suas obras de destaque é a co-redação de um artigo com Albert Einstein, em 1932, no qual eles lançam a conjectura de que deveria haver no universo uma grande quantidade de matéria que não emitia luz, designada como matéria negra.

De Sitter ficou também célebre por seus trabalhos sobre o planeta Júpiter.

Distinções honoríficas[editar | editar código-fonte]

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Epônimos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Willem de Sitter


Precedido por
John Stanley Plaskett
Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society
1931
Sucedido por
Robert Grant Aitken


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.