William Stryker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

William Stryker é um vilão do Universo Marvel, inimigo dos X-Men. Criado por Chris Claremont e Brent Anderson. Sua primeira aparição foi em 1982 na graphic novel X-Men: God Loves, Man Kill lançada no Brasil em Janeiro de 88 com o nome de X-Men: O Conflito de uma Raça pela editora Abril e em 2003 como X-Men: Deus Ama, o Homem Mata pela editora Panini. Em X-Men: Deus Ama, o Homem Mata, O Reverendo Stryker é um cristão fundamentalista que se viu como o escolhido de Deus para destruir a raça mutante. O roteiro de X-Men: Deus Ama, o Homem Mata foi levemente adaptado para o segundo filme dos X-Men, X2: X-Men United. Interpretado por Brian Cox, Stryker é um perigoso coronel do exército com um desejo fervente de destruir os mutantes. Nos quadrinhos, Stryker é um personagem com um caráter mais obscuro e proeminente, e diferente do filme, não tem relação nenhuma com o Projeto Arma-X e nem com Lady Letal.


História[editar | editar código-fonte]

Deus Ama, O Homem Mata[editar | editar código-fonte]

Stryker antes de se tornar um fanático religioso fundamentalista, foi um militar do exercito americano em missão especial para o programa de testes nucleares. Quando seu filho nasceu depois de sofrer um acidente de carro no deserto de Nevada, Stryker reconheceu que seu filho era um mutante por sua aparência física, matando-o e logo depois matando sua mulher, e tenta cometer suicídio, colocando fogo no carro. Entretanto, o carro explodiu, jogando-o das chamas. Tornou-se convencido que Satan tinha algo a ver com as mutações, ele conclui que a única razão de Deus permitir que seu filho fosse um mutante era para conduzi-lo à sua verdadeira vocação: livrar o mundo dos mutantes.

Stryker convoca seus seguidores, inclusive um grupo paramilitar secreto chamados de os Purificadores que cometeram crimes contra mutantes. Stryker os manda sequestrar Charles Xavier. Após a captura, Stryker faz uma lavagem cerebral em Xavier e unindo a uma máquina similar ao Cérebro, ele pretende usar seus poderes telepáticos para matar todos os mutantes. A fim de acabar com este problema, os X-Men são obrigados a juntar força com seu mais terrível inimigo, Magneto. Quando seu fanatismo torna-se óbvia ,tenta matar Kitty Pryde na frente do público, um de seus policiais dispara contra Stryker e prende-o. Stryker reaparece em Deus Ama, O Homem Mata II.

Deus Ama, O Homem Mata II[editar | editar código-fonte]

Após dar a extrema-unção a um preso na costa oeste, William Stryker é resgatado por Yuriko Oyama, a Lady Letal, no vôo de volta. A ciborgue ainda assassina toda a tripulação do avião e, usando o rádio, faz parecer que a culpa foi dos X-Men.

Os dois então pulam da aeronave, que está prestes a explodir, sobrevivem de alguma forma que não é mostrada e vão até Chicago atrás de Kitty Pryde, uma das protagonistas da aventura original. Enquanto isso, os X-Men vão investigar o local da queda e são surpreendidos por uma equipe de soldados high-tech.

A história, é claramente baseada no roteiro do filme X-Men 2 (Stryker e Letal trabalhando juntos; X-Men enfrentando soldados), já que foi lançada em dezembro de 2003, meses após o lançamento do filme, em maio do mesmo ano!

Dizimação[editar | editar código-fonte]

Stryker retorna com tudo depois do evento onde a Feiticeira Escarlate dizimou 98% da população mutante, julgando a redução maciça repentina da população mutante um sinal de Deus. Aparece como o vilão principal do arco atual de Novos X-Men, mas aparece em outras revistas neste tempo. Com a ajuda de Ícaro, um dos estudantes do Instituto Xavier, explodiu o ônibus, matando aproximadamente 1/4 dos estudantes sem poderes. Então planejou o assassinato de Feromona, requisitando um franco atirador que disparou na cabeça dela. Em seguida tentou matar Sooraya Quadir, a , embora fosse X-23. As mortes de Feromona e de Pó eram objetivos principais de Stryker, porque tinha sido informado por Nimrod que ambas as meninas seriam fundamentais na destruição de seu exército. Finalmente atacou o Instituto com seus Purificadores, matando Ouriço, ferindo Onyxx e Míssil criticamente, e ferindo Bishop, Emma Frost e outros estudantes. Após os Purificadores serem derrotados, Stryker foi morto por Exilir.

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

  • O Segundo filme dos X-Men é baseado em William Stryker, mas também dá importância à Fênix Negra. No filme, Stryker é interpretado por Brian Cox. Stryker sofreu leves modificações em sua personalidade, ele não é um religioso fundamentalista, mas um cientista militar. Sua conexão com Wolverine é mostrado explicitamente, como sua motivação a respeito de seu filho. Também, melhor que ter matado seu filho, Jason (como é chamado parcialmente de Mestre Mental, um velho inimigo dos X-Men), quando nasceu, Stryker mandou a escola de Xavier na esperança de cura-lo, pensando que a mutação fosse uma doença que devesse ser curada. Xavier não teve nenhuma interesse ou opinião em curar os mutantes, o que irritou Stryker. Adicionalmente, Jason continuou a crescer irritado, ressentido, e vingativo aos seus pais, torturou-os plantando ilusões em seus cérebros até que sua mãe cometesse suicídio perfurando seu próprio cérebro para "furar as imagens para fora". Stryker aplicou então a seu filho uma lobotomia para fazê-lo mais dócil. Jason, sob o controle do seu pai, projetou ilusões em Xavier no Cerebro II, para matar todos os mutantes. Magneto, usando um capacete criado para proteger de ataques telepáticos, pôde alcançar Xavier quando os X-Men estavam incapacitados pelo ataque psíquico de Xavier, mas em vez de salvar Xavier, manda Jason matar todos os humanos e fogem levando com eles Pyro. Tempestade e Noturno entram dentro do Cerebro II e salvam Xavier e os humanos. Stryker aparentemente morre quando a represa explode. Mas antes disto ele confronta Wolverine, dizendo que Logan se ofereceu para o Projeto Arma X. Jason, entretanto, morre quando Cerebro II foi destruído junto com a base; E os X-Men não fizeram aparentemente nenhuma tentativa de salvá-lo.
  • No filme X-Men Origens: Wolverine após Wolverine e seu irmão Victor Creed serem presos, Stryker procura os dois para participarem da Equipe X, um grupo de mutantes comandado pelo coronel no qual participam o atirador Agente Zero, o ágil lutador e mercenário Wade Wilson, o invulnerável Fred Dukes, o teleportador John Wraith e o manipulador de energia Chris Bradley. Porém, a negligência e as ações questionáveis do grupo, faz com que Wolverine o abandone. Após ter a namorada morta, Wolverine procura Stryker que reforça seu esqueleto com Adamantium. Após a fuga da cobaia, Stryker manda Zero atrás dele. Mais tarde é revelado que Victor e o Stryker tabalham juntos capturando mutantes e roubando seus poderes para colocar em Deadpool. Após Wolverine derrotá-lo, Stryker reaparece e atira na cabeça do herói que perde a memória. Durante os créditos, Stryker é capturado longe dali por militares por ter assassinado um general em Three Mile Island.