William Trelease

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

William Trelease (Mount Vernon, New York, 22 de Fevereiro de 1857 - Urbana (Illinois), 1 de Janeiro de 1945) foi um botânico, entomologista, explorador, escritor e educador dos Estados Unidos da América.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Trelease obteve um bacharelato em ciências pela Cornell University no ano de 1880. Foi assistente do ensino da botânica na Harvard University nos anos de 1880 e 1881, transferindo-se, nas mesmas funções, para a University of Wisconsin, onde trabalhou entre 1881 e 1883. Passou então professor de botânica desta última Universidade, cargo que exerceu de 1883 a 1885. Simultaneamente foi professor convidado de botânica na Johns Hopkins University e encarregado de ministrar os cursos de Verão de botânica em Harvard nos anos de 1883 e 1884.

Obteve então a cátedra Engelmann de botânica na Washington University (St. Louis), em Saint Louis, Missouri, de 1885 a 1913. No ano de 1889 foi nomeado director do Jardim Botânico de Missouri (Missouri Botanical Garden), cargo que exerceu até 1912. Neste período realizou numerosas expedições para recolha de espécimes vegetais herborizadas e de plantas para cultivo no Jardim Botânicos de Missouri. També realizou importantes estudos florísticos. Entre as regiões visitadas inclui-se os Açores, a Madeira, Tenerife e diversas ilhas das Caraíbas.

Para além das suas funções académicas, empenhou-se em numerosos cargos cívicos, incluindo funções municipais, e de gestão em várias associações académicas e profissionais:[1] foi o primeiro presidente da Botanical Society of America (Sociedade Botânica Americana), eleito em 1894,[2] , na qual serviu como presidente pela segunda vez em 1918.[3] .

Entre 1913 e 1926 foi professor de botânica e director do respectivo departamento na University of Illinois.

Trelease foi um dos cientistas que participou na expedição que sob a liderança de Edward Henry Harriman, , explorou durante dois meses de em 1899 o Alaska (Harriman Alaska Expedition)[4] .

Em 1932 liderou uma expedição botânica às Canárias e ao sul da Espanha. Em 1933 participou numa expedição à Nova Zelândia[5] .

Trelease é autor de um grande números de artigos científicos e de monografias na área da botânica e da jardinagem. A sua obra sobre as Piperaceae do norte da América do Sul, incompleto aquando do seu falecimento, foi completado e publicado pelos seu estudante graduado Truman G. Yuncker[6] . Também escreveu obras de divulgação da botânica e de jardinagem destinadas ao grande público, tais como Plant materials of decorative gardening (1917) e Winter Botany (1918). É autor de uma das mais completas monografias sobre a flora dos Açores, intitulada Botanical Observations on the Azores[7]

Referências

  1. Cattell, J. Y., Leaders in eucation, 1932
  2. A Brief History - Botanical Society of America.
  3. Presidents of the Botanical Society of America.
  4. Documentário da PBS sobre a expedição de Harriman.
  5. American men of science, 5th ed. 1933.
  6. Listagem dos documentos de Truman G. Yuncker arquivados no New York Botanical Garden.
  7. "Botanical Observations on the Azores". Reports of the Missouri Botanical Garden, 8:77-220.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]