William White

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

William Clarence White (Rochester, Nova Iorque 29 de agosto de 1854Battle Creek, Michigan, 1 de setembro de 1937). Administrador e assistente editorial de sua mãe, Ellen G. White. O terceiro filho da família, mais conhecido como W. C. (e para os íntimos, Willie). Seu pai James Springer White era editor da Review and Herald (Revista e Arauto) e o Youth’s Instructor (Instrutor dos Jovens), e cresceu em Battle Creek e Greenville, Michigan, indo a escolas públicas e por algum tempo em uma escola dirigida por G. H. Bell em Battle Creek. Educado em um lar que era o centro do crescimento da obra da Igreja Adventista do Sétimo Dia, ele ouvia com crescente interesse e compreensão as conversas a respeito dos planos e métodos de trabalho para o avanço da jovem igreja. Foi batizado em Greenville, Michigan, com a idade de 12 anos.

Sua primeira recomendação para a obra denominacional chegou quando ele tinha apenas 20 anos, em Oakland, onde seu pai tinha começado a publicar a revista Signs of the Times. A tarefa de Willie era transportar com um carrinho de mão, o papel, os tipos de impressão, folhas impressas e o produto final, pois a impressão era feita a vários quarteirões de distância do escritório. Seu expediente era preenchido com outras atividades no escritório, todas proporcionando um treinamento completo no campo das publicações.

Ele associou-se com seu pai no estabelecimento da editora Pacific Press Publishing Association. Com a idade de 21 anos, aceitou relutante o convite para ser presidente da comissão responsável pelo projeto e no final de um ano, apresentou um balanço de U$ 2.000,00 dólares de lucro. Casou-se em 11 de fevereiro de 1876 com Mary Kelsey, eficiente obreira da editora.

Os líderes decidiram que William e Mary White deveriam estudar alemão e francês no colégio de Battle Creek a fim de irem para a Europa auxiliar John N. Andrews no estabelecimento da terceira editora denominacional. Porém, devido à escassez de líderes com habilidade administrativa, William, ainda estudante foi apontado como membro do comitê do colégio e foi chamado para a editora em Battle Creek como vice-diretor e também diretor do Western Health Reform Institute (Instituto Ocidental de Reforma da Saúde).

William permaneceu em Battle Creek até 1880, dedicando seu tempo a interesses de publicação, educacionais e médicos, tomando parte ativa no desenvolvimento da obra da Escola Sabatina. Posteriormente, até o verão de 1885, ele esteve envolvido em atividades na Costa do Pacífico, principalmente na editora. O estabelecimento do Healdsburg College, a segunda instituição educacional ASD, na primavera de 1882, foi um dos pontos altos de seu trabalho. Durante parte deste tempo, ele também trabalhou como diretor da Associação Geral das Escolas Sabatinas. Foi ordenado ao ministério pela Conferência Geral de 1883 e foi escolhido membro do Comitê da Associação Geral, cargo que exerceu a maior parte de sua vida.

Em 1883 foi chamado para a Europa, a fim de estabelecer editoras na Suíça e Noruega e aconselhar e auxiliar em todos os ramos da obra na Europa. Sua mãe, Ellen G. White, também foi convidada par passar algum tempo visitando os países da Europa, e chegaram na Suíça em setembro de 1885, em tempo para assistir ao Conselho Missionário Europeu, e passaram dois anos cumprindo a missão para a qual foram chamados.

Após a morte de seu pai em agosto de 1881, certas responsabilidades de auxiliar sua mãe em suas viagens e na publicação de seus livros caíram sobre seus ombros. Em 1888, quando Ole A. Olsen foi eleito presidente da Associação Geral, William serviu como presidente até a volta de Olsen da Europa, seis meses depois. Sua esposa, Mary White contraiu tuberculose enquanto exercia suas atividades editoriais na Suíça e faleceu em 1890, com a idade de 33 anos.

William e sua mãe, Ellen G. White foram chamados para a Austrália em 1891. Deixando seus dois filhos em Battle Creek, cruzou o Pacífico com sua mãe no fim daquele ano. Ali, William dividia seu tempo entre auxiliar sua mãe e estabelecer a obra no novo país. Em 1894, foi chamado para dirigir a União Australiana. Exerceu essa responsabilidade até 1897, quando, a fim de fazer justiça à obra literária de sua mãe, ele pediu para ser liberado das responsabilidades executivas e não ser reeleito ao Comitê da Associação Geral. Nesse ínterim, William liderou a a procura de um terreno rural para um colégio na Austrália. A propriedade em Cooranbong foi escolhida em 1894 e até ele deixar o país, esteve intimamente ligada aos interesses da escola.

Em 1895, William casou-se com Ethel May Lacey, da Tasmânia. Em setembro de 1900, quando Ellen G. White retornou aos Estados Unidos e adquiriu Elmshaven perto do Sanatório de Sta. Helena, ele também retornou e residiu nas proximidades.

Juntamente com sua mãe, White assistiu à Conferência Geral de abril de 1901. Em Battle Creek, Michigan, e foi secretário do comitê de reorganização da Conferência Geral. William passou a maior parte do tempo e habilidades auxiliando sua mãe em suas viagens e publicações. Ele foi apontado por sua mãe para fazer parte do grupo de cinco depositários de seus escritos após sua morte. Como secretário do Comitê, ele foi responsável pela publicação de várias obras póstumas compiladas em harmonia com as provisões do testamento da Srª. White, e na preparação de um índice às obras publicadas na época (1926).

Embora William tenha morado e trabalhado na Califórnia até sua morte, ele participou em 1933 no estabelecimento de planos para a transferência dos Escritórios do White Estate para Washington, D.C., o que foi feito pouco depois de sua morte.

Não havia ramo da obra em que William não estivesse interessado. Seu conselho era buscado freqüentemente. Ele trabalhou ativamente até o dia de sua morte, com a idade de 83 anos. Na época, além de ser secretário dos Depositários dos Escritos de Ellen G. White e membro do Comitê da Associação Geral, ele servia nos Comitês do Sanatório de Sta. Helena e do Pacific Union College.

Dos quatro filhos e três filhas de William, três serviram fora dos EUA e um, Artur, foi secretário do White Estate até sua morte. William faleceu no dia 1 de setembro de 1937. O funeral foi feito na Califórnia e no Tabernáculo de Battle Creek. Foi sepultado juntamente com sua família no Cemitério de Oak Hill, Battle Creek, Michigan.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.