Witchblade (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde maio de 2009). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Witchblade é uma série de TV baseada em uma história em quadrinhos homônima, estrelada por Yancy Butler no papel da policial Sara Pezzini. Sara Pezzini toma posse de uma espada mágica, a Witchblade, que (segundo a série) foi usada por Joana d'Arc e várias outras heroínas históricas.

História[editar | editar código-fonte]

Armamentos dotados com poderes sobrenaturais viraram lenda ao longo da História. Algumas das antigas escritas celtas conhecidas dissem que um exército de Witchblades , homens e mulheres eram escolhidos em épocas antigas, quando ainda no ventre materno, para seu destino guerreiro. A lenda diz que uma tal Banrighinn, conhecida somente como a senhora da lâmina, ensinou as maneiras antigas de batalha a este exército escolhido, por estar irritada com seu amante, um dos cavaleiros sacerdotais, os homens foram proibidos de segurar a lâmina. De acordo com este conto antigo,de onde informações foram perdidas, uma grande escuridão visitou a terra, e o cavaleiro-sacerdote desapareceu e sua linhagem foi extinta. Uma lenda similar apareceu nas ruínas de Troy, onde a rainha Myrene, primeira usuária conhecida do Witchblade, foi enterrada. Nela, este mesmo exército dos guerreiros é citado como da cidade de Atlantis e que desapareceram junto com a cidade, lendária e de localização incerta.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A série conta a saga de Sara Pezzini, uma detetive de homicídio dos resistente-como-pregos NYPD que entra na possessão do Witchblade, um bracelete com poder sobrenatural, sensível com poderes destrutivos e protetores imensos. A arma tem ligação com várias mulheres ao longo da História, sendo a mais recente Danielle Baptiste. Outras que entraram o contato com o Witchblade incluem Cleopatra e Joana D'Arc. Sara esforça-se para controlar os poderes impressionantes do Witchblade e para afastar aqueles com um interesse nefasto nele, especialmente Kenneth Irons, um inescrupuloso empresário. Igualmente esforça-se para manter uma vida pessoal. O título foi escrito pela maior parte por Christina Z e editado por David Wohl. Houve umas negociações de uma reunião, embora seja controverso se aquela ocorrera. Houve muitos títulos para o seriado, que colocavam o Witchblade com outros formas e poderes. O caráter de Sara Pezzini foi caracterizado igualmente nos cruzamentos com caráteres de outras personagens, incluindo Lara Croft, JLA, o X-Men' s Wolverine, e o modelo de Star Wars. Witchblade foi adaptado em uma série de televisão moderada bem sucedida em 2001-2002, com Yancy Butler como Sara Pezzini.

O título foi adaptado igualmente em uma série do anime e do mangá em 2004. Os epsódios acontecem em um Japão futurista e onde a heroina usa uma lâmina-bracelete nova, com pouca semelhança com a de Pezzini.

Origem[editar | editar código-fonte]

Por milhares de anos existiu uma arma inteligente, símbolo de poder incrível. Uma luva viva que se transforma com seu portador. O Witchblade: Somente as mulheres da força ímpar, de mente e corpo, podem usar. Seu legado criou uma linhagem sanguinária de guerreiras descendentes de um antigo guerreiro. Joana D'Arc usou a lâmina como fizeram outras grandes mulheres do guerreiro durante toda as guerra. Mas usar o Witchblade é ser seu mestre e seu empregado, como esta arma misteriosa extrai o que precisa e moldadifica o que consegue usar, tranformando a personalidade da possuidora. Agitações em época de crise -- durante guerras, fomes e pestes, o Witchblade foi usado para cortar uma área do sangue e dos viscera através dos níveis do mal previamente intransponível. Por décadas pemaneceu desaparecido, mas agora no princípio do século XXI, o Witchblade escolheu um portador novo de seu poder. e sua maldição: Sara Pezzini, uma policial linha dura, de gênio difícil, autosuficiente e cínica.

Ao investigar o assassinato de um amigo da infância, a detetive Sara Pezzini do Departamento de Polícia de Nova York encontra uma luva antiga, que ao colocar em seu pulso e a proteje e lhe dá poderes formidáveis, mudando seu destino. É o Witchblade, uma arma antiga que aumenta seus poderes de percepção e se transforma em uma espada formidável. Com um arsenal de poderes surpreendentes -- e uma mente de seus próprios -- o Witchblade é uma bênção e uma maldição. Agora Sara deve aprender seus segredos a fim dominar seu mistério antes que o bracelete a domine.

O Mito[editar | editar código-fonte]

As origens do Witchblade, envoltas em mito e especulação, obscurecidos pelo véu da historia. De onde a lâmina veio? Nenhum mortal, que examinou prolongadamente o Witchblade , viveu para contar sobre ele, mas aqueles que tiveram a oportunidade de examinar o bracelete, dizem que está feito de um metal sintetizado, de algum elemento não identificados com os materiais terrestres. Outros dizem que a lâmina foi forjada indubitavelmente de um tipo de ferro encontrado nas armas persas, no Irã antigo. Em Avesta, o livro de oração do Zorastrus, escrito em persa antigo, um tipo de ferro-liga, similar àquele da lâmina, é mencionado. " Misture ferro com o sol do ouro. Poderia o ouro ligado ou o adulterado para ser… Atear fogo-branco e refrigerado no sangue vinho-escuro, É assim que nasce a lâmina sedenta, nunca dupla." Mas esta teoria foi questionada por eruditos do Vaticano nos anos 30, que encontraram o trabalho do projeto no bracelete no uso do ferro na região persa anterior a 1000 anos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Sara Pezzini: a detetive de homicídio de NYPD Sara Pezzini é uma combinação de inteligência e de beleza de rua. Jurando cumprir a lei, Sara faz qualquer coisa para trazer criminosos a justiça. Quando entra em contato com o Witchblade, a arma antiga agita sua vida e a coloca em seu braço, emprestando seus poderes incomuns que Sara não compreende ainda. Enquanto se esforça para descobrir a verdade sobre seu passado e o legado da arma antiga, Sara encontra fatos que aumentam o mistério do bracelete cada vez mais.
  • Danny Woo: o falecido ex-parceiro de Sara e agora um fantasma, Danny passa a ser o anjo da guarda de Sara. Danny foi morto quando ele e Sara investigavam um gangster famoso e assassino, Tommy Gallo. A Witchblade permite que Sara veja e converse com Danny, que continua a ajudá-la e guia-la do além-túmulo.
  • Jake McCartey: Ex-campeão de surf de West Coast, Jake é agora um detetive de polícia novato e chefiado por Sara. Mesmo com seu estilo descontraído e pouco convencional, para um tira de NY, suas habilidades investigativas são excelentes. Sua admiração para Sara pode se estender além de seu relacionamento profissional.
  • Kenneth Irons: Empresário e excêntrico multimilionário que espalhou boatos para ter sua fortuna com as transações ilegais, Irons possui uma estranha conexão com Witchblade. Um colecionador de arte e de armas antigas, o Witchblade estava em sua coleção, no emprestado a um museu do Midtown, quando Sara o encontrou. Ainda carrega as cicatrizes de sua tentativa falida de usar a arma e é possuído de várias maneiras ainda por seu poder. Irons monitora Sara usando Witchblade porque seu império incorpora diversas indústrias de Vorschlag, que inclui terras, bens imobiliários e desenvolvimento de tecnologia.
  • Ian Nottingham: Inescrupuloso e expert em artes marciais, Nottingham é uma arma letal. Um homem misterioso e onipresente, trabalha para Irons como guarda-costas e faz tudo.Por determinação de Irons, uma de suas missões é monitorar Sara no uso do Witchblade. Sempre próximo quando o Witchblade entra em ação, Nottingham observa e tenta entender o relacionamento de Sara e a lâmina. O que permanece um mistério qual a profundidade de seu relacionamento com Irons.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal: