Wonder Boy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Wonder Boy (ワンダー ボーイ, Wandā boi), também conhecido no Japão como Monster World (モンスター ワールド, Monsutā Warudo), é uma série de jogos de vídeo que foi lançado pela Sega e desenvolvido pela Westone Bit Entertainment (anteriormente Escape).

A série consiste em séries principais de Wonder Boy em conjunto a sub-série de Monster World. O jogo "Wonder Boy V: Monster World III" resultaria uma confusão de nome, já que no ocidente esse jogo é o último jogo da série Wonder Boy enquanto no Japão o jogo faz parte da série Monster World.

A série possui 6 jogos lançados. Cinco deles são jogos com o título de "Wonder Boy", enquanto o último jogo não contém o título de "Wonder Boy" porque o jogo tem uma protagonista feminina.

Série em ordem cronológica[editar | editar código-fonte]

  • Wonder Boy (1986)-O jogo protagoniza um garoto que, para salvar sua namorada, ele precisa superar obstáculos, pegar machado como arma, andar de skate e viajar em 9 fases de 4 atos com 1 chefe cada.
  • Wonder Boy in Monster Land (1987)-Em comparação com o primeiro jogo, o enredo se passa em um mundo medieval, onde protagoniza um jovem cavaleiro que precisa superar perigos para enfrentar o dragão. É o primeiro jogo de plataforma da série que introduz os aspectos de RPG, como aquisição de dinheiros, de lojas de armas, de escudos, de armaduras e de alguns ítens.
  • Wonder Boy III: Monster Lair (1988)-É o único jogo de rolagem automática da série, com aspectos técnicos do primeiro jogo. O jogo introduz dois personagens, um menino e uma menina, que poder ser jogáveis em modo jogador cooperativo.
  • Wonder Boy III: The Dragon's Trap (1989)-O jogo protagoniza um jovem cavaleiro que, após ele ter enfrentado o dragão no início da história, ele passa a ter uma maldição. Sua maldição é se transformar em outras criaturas cada vez que ele derrota cada chefe.
  • Wonder Boy in Monster World (1992)-O jogo protagoniza um jovem chamado Shion, que precisa deter vários monstros para que a paz reina novamente.
  • Monster World IV (1994)-Último jogo da série e o único jogo onde a história é protagonizada por uma menina chamada Asha/Arsha, que precisa salvar os quatro espíritos. O enredo da história possui uma influência arábica.

Jogos em outros consoles[editar | editar código-fonte]

Ao invéz de consoles da Sega, os cinco jogos (exceto Monster World IV) foram lançado dos consoles de outras empresas. Os jogos que foram lançados para PC Engine (TurboGrafx-16 no Ocidente) tiveram títulos alterado para a remoção do nome " Wonder Boy". O jogo Wonder Boy in Monster Land se tornou Bikkuriman World, o jogo Wonder Boy III: The Dragon's Trap vira Dragon's Curse no Ocidente ou Adventure Island no Japão (não confundir com Hudson's Adventure Island do console da Nintendo) e o jogo Wonder Boy in Monster World se tornou The Dynastic Hero. O jogo Wonder Boy III: Monster Lair se tornou Monster Lair, sendo o único jogo da série que não sofreu muitas alterações.

O primeiro jogo da série de Wonder Boy foi lançado para Nintendo Entertainment System em 1987 pela empresa Hudson Soft titulado "Hudson's Adventure Island". O enredo é parecido com a original, porém teve o personagem loiro remodelado Master Higgins (Takahashi Meijin no Japão), que foi modelado a partir do produtor executivo Takahashi Meijin, daí o título do jogo no Japão é Takahashi Meijin no Bouken Jima (traduzido como "Ilha da Aventura de Takahashi Meijin"). E também, a textura dos gráficos do jogo foi simplificado para o console NES em poucas cores devido às limitações técnicas, e a músicas do jogo foram recriadas. Com o sucesso do jogo, Adventure Island ganhou várias sequência, se tornando uma série. A sequência 16-bits do jogo foi lançado para o console Super Nintendo sob o título "Super Adventure Island".

Conversões para a Turma da Mônica[editar | editar código-fonte]

A empresa Tectoy converteu os três jogos da série de jogos Wonder Boy para série de quadrinhos brasileiros Turma da Mônica. Em cada jogo, os textos foram traduzidos para o português, alterando o enredo da história de acordo com a jogabilidade, os personagens do jogo Wonder Boy viraram personagens da Turma da Mônica.

O jogo Wonder Boy in Monster Land se tornou Mônica no Castelo do Dragão para Master System, onde teve textos traduzidos e o personagem principal mudado para Mônica. O jogo Wonder Boy III: The Dragon's Trap se tornou Turma da Mônica em O Resgate para Master System, onde teve textos traduzidos e vários personagem alterados, e inclusive o enredo da história. O jogo Wonder Boy in Monster World se tornou Turma da Mônica na Terra dos Monstros lançado recentemente para Mega Drive e o último da série a ser lançado no Brasil.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]