Wu Ming

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Retrato" do grupo, após a saída de Luca Di Meo (Wu Ming 3), em 2008.

Wu Ming (Wu Ming Foundation) é o pseudónimo literário compartilhado por um grupo de cinco autores italianos, egressos da seção bolonhesa do Luther Blissett Project. O grupo atua no panorama cultural desde janeiro de 2000.

Contrariamente ao pseudônimo aberto Luther Blissett, Wu Ming é usado apenas por um grupo definido.

O coletivo é autor de numerosas novelas, traduzidas e publicadas em muitos países e consideradas como parte do corpus da "Nova épica italiana".

Origem do Nome[editar | editar código-fonte]

Em mandarim wu ming significa anónimo ou cinco nomes, conforme for pronunciada a primeira sílaba. O nome do grupo é tido como um tributo aos cidadãos chineses que lutam pela democracia e pela liberdade de expressão e como uma recusa em aceitar o papel do autor como "estrela".

Membros[editar | editar código-fonte]

Logo usado pelo Wu Ming entre 2001 e 2008, antes da saída de Luca Di Meo (Wu Ming 3).

A identidade dos cinco membros do Wu Ming não é segredo, mas os mesmos consideram a sua obra mais importante que seus rostos e biografias individuais. Cada membro do Wu Ming usa um "nome artístico", formado pelo próprio nome do grupo e mais um algarismo, que é determinado pela ordem alfabética dos sobrenomes dos autores. De 2000 até o início de 2008, Wu Ming era formado por:

Em 16 de setembro de 2008 o grupo anunciou a saída de Luca di Meo do coletivo, o que ocorrera meses antes.1 .

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Desde a sua fundação, o coletivo produziu romances e obras de não-ficção. A obra que exigiu maior empenho é sem dúvida 54, romance com dezenas de personagens (incluindo o ator Cary Grant), também traduzido em vários idiomas. Do romance foi extraído um cd com músicas dos Yo Yo Mundi, que contém também as vozes dos atores Marco Baliani, Giuseppe Cederna e Fabrizio Pagella (Il Manifesto/Mescal, 2004).

No decorrer de 2004 a editora Einaudi publicou os romances a solo de dois membros do grupo de escritores (Guerra agli Umani de Wu Ming 2 e New Thing de Wu Ming 1). Esta não constituiu a primeira experiência do gênero: em 2001 a editora Fanucci já tinha publicado Havana Glam de Wu Ming 5. No Outono (do hemisfério Norte) de 2004 foi exibido nos cinemas o filme de Guido Chiesa Lavorare con lentezza, sobre a Radio Alice e o movimento de 1977 em Bolonha, escrito por Guido Chiesa e Wu Ming.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]