Xarope de ipeca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O xarope de ipeca é um xarope, utilizado para provocar o vómito, feito com a planta brasileira ipeca.

Seu uso emético já era conhecido dos indígenas e, mesmo antes de sua comercialização inicial por Adrien Helvetius, fora descrito por Guilherme Piso em seu História Natural do Brasil, de 1648.[1]

Utiliza-se em algumas situações de intoxicação por algumas substâncias. De notar que não pode ser utilizado em todas as situações em que existe intoxicação, porque em alguns casos o vómito pode ser extremamente perigoso. Importante lembrar riscos de problemas musculares específicos, assim como degeneração do músculo cardíaco. Usado por alguns em casos de bulimia, o uso de IPECA é recomendado em casos de envenenamento ou intoxicação, mas seu uso continuo por motivos de transtornos alimentares pode causar séria lesão ao músculo cardíaco sendo necessário por fim transplante de coração para salvar a vida do paciente.

Referências

  1. Tradução brasileira: Guilherme Piso (trad. Prof. Alexandre Correia, seguido do texto original, da biografia do autor e de comentários). História Natural do Brasil Ilustrada. edição comemorativa do primeiro cinqüentenário do Museu Paulista ed. [S.l.]: Companhia Editora Nacional, 1948. 431 p. p.
Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.