Xenarthra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaXenarthra
Myresluger2.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Xenarthra
Cope, 1889
Ordens
Cingulata
Pilosa
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Xenarthra

Os Xenartros (Xenarthra, do grego xenos "estranho", e arthros "articulação") são uma superordem de mamíferos placentários, anteriormente designada como Edentata, que inclui os animais ditos desdentados. O grupo é nativo do continente americano e surgiu no Terciário, há cerca de 60 milhões de anos. O nome da ordem advém da estrutura das vértebras destes animais, bastante distinta dos restantes mamíferos. As vértebras dorso-lombares apresentam, além das articulações comuns, uma articulação acessória (xenartria). De um modo geral, os membros do grupo têm os dentes molares pouco desenvolvidos, o que lhes deu o nome popular de desdentados.

Características[editar | editar código-fonte]

Sua principal característica é a dentição incompleta. Alguns possuem molares, mesmo assim um pouco fortes. Os desdentados possuem garras nos dedos e geralmente tem movimentos lentos. O tamanduá e o tatu tem o focinho longo.

Distribuição e Habitat[editar | editar código-fonte]

A ordem é exclusiva do Novo Mundo, sendo atualmente encontrada nas Américas do Sul e Central, com apenas uma espécie de tatu alcançando a América do Norte (mais especificamente, a região central dos Estados Unidos). Os xenártros foram mais comuns na América do Norte no passado, com preguiças-gigantes e tatus-gigantes, constituindo elementos importantes da fauna local. Apesar de ter evoluído no continente americano, registros fósseis foram encontrados na Europa.

Os xenártros são encontrados em muitos habitats das Américas. As preguiças são mais restritas, habitando principalmente as florestas tropicais, entretanto, algumas são encontradas em florestas de altitude, alcançando os 2.000 metros. Os tamanduás ocupam, além das florestas, áreas mais abertas, como savanas. Os tatus são ainda mais cosmopolitas, habitando desde os desertos até as savanas e as florestas.

Origem e Evolução[editar | editar código-fonte]

Sistemática[editar | editar código-fonte]

Classificação baseada em McKenna e Bell (1997):

Superordem Xenarthra Cope, 1889

  • Ordem Cingulata Illiger, 1811
  • Ordem Pilosa Flower, 1883
          • Tremathrium Ameghino, 1887 - incerta sedis
        • Família †Entelopidae Ameghino, 1887 - incerta sedis
    • Subordem Folivora Owen, 1842
          • Gênero †Diellipsodon Berg, 1899
          • Gênero †Amphiocnus Kraglievich, 1922
        • Família †Rathymotheriidae Ameghino, 1904
      • Infraordem †Mylodonta McKenna e Bell, 1997
          • Gênero †Pseudoglyptodon Engelmann, 1987 - incerta sedis
      • Superfamília †Orophodontoidea Ameghino, 1895
        • Família †Orophodontidae Ameghino, 1895
      • Superfamília †Mylodontoidea Gill, 1872
        • Família †Scelidotheriidae Ameghino, 1889
        • Família †Mylodontidae Gill, 1872
      • Infraordem Megatheria McKenna e Bell, 1997
      • Superfamília Bradypodoidea Gray, 1821
      • Superfamília Megatheroidea Gray, 1821
    • Subordem Vermilingua Illiger, 1811

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mamíferos é um esboço relacionado ao Projeto Mamíferos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.