Xeque-mate (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Xeque-Mate
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 min, aproximadamente.
Criador(es) Walther Negrão
Chico de Assis
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) David Grimberg
Elenco Ênio Gonçalves
Maria Isabel de Lizandra
Edney Giovenazzi
Lilian Lemmertz
Raul Cortez
Rodolfo Mayer
Lia de Aguiar
Laerte Morrone
(Ver mais)
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Tupi
Transmissão original 29 de março de 1976 - 2 de outubro de 1976
N.º de episódios 161 episódios
Cronologia
Último
Último
A Viagem
O Julgamento
Próximo
Próximo

Xeque-Mate foi uma telenovela brasileira que foi produzida pela extinta Rede Tupi e exibida entre 29 de março a 2 de outubro de 1976, às 20 horas, substituindo A Viagem e sendo substituida por O Julgamento, tendo 161 capítulos.

Foi escrita por Walther Negrão e Chico de Assis, com direção de David Grimberg.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma história de amor e ódio que começa no ano de 1939 tendo como pano de fundo os tempos que precedem a Segunda Guerra Mundial, quando surgem os primeiros rumores dos conflitos internacionais. Em São Paulo aparecem as grandes mansões das famílias tradicionais, que experimentam a transição de uma sociedade que evolui do ciclo do café para a industrialização.

Os viúvos Dr. Arnaldo Lemos e Dona Carolina Bastos são vizinhos num elegante bairro da cidade. Nency e Lúcia são as filhas de Arnaldo Lemos, Nancy é uma moça que ambiciona a liberdade. Avançada para a sociedade da época, viaja a Paris para desfrutar dos bons anos precedentes à guerra. Enquanto Lúcia é uma filha dedicada ao pai e ao lar, não pensa no amor, mas sabe que tão logo, chegará. Dr. Lemos é um banqueiro, sócio da casa Lemos & Batos. Seu amigo sócio é o falecido marido Carolina. Por sua vez, Carolina é mãe de Rodolfo e Helena. Ela é uma garota que ainda está no curso colegial, enquanto Rodolfo é um sujeito desalmado e de uma ambição desmedida, apaixonado por Lúcia, que o despreza. Sua meta principal é destruir o Dr. Lemos e tomar liderança do banco. Carolina, uma criatura adorável, não percebe as más intenções do filho.

Na mansão do Dr. Lemos trabalha Sebastião, um mordomo cheio de classe e distinção, simpatizante da política liberal de Henry Ford. Os outros moradores da casa são João, Alzira e Carlinhos, o chofer, a cozinheira e o filho do casal, respectivamente. João e sua família vieram do campo em busca do progesso na capital, em 1930. O Padre Inácio foi quem os levou para trabalhar na casa do Dr. Lemos. Na casa de Dona Carolina, trabalham Cida, uma garota negra, que sonha em se casar com Demóstenes, um jornaleiro que quer ser jornalista; Matias, um antigo lutador de boxe, de índole violenta, chofer de Rodolfo; e Mariana, a governanta. Mariana, um mulher discreta e educada, repudia as investidas românticas de Matias. Vive para o trabalho tendo com Sebastião uma relação cordial, onde ambos trocam impressões sobre as duas famílias.

A Condessa de Acqua Santiera é uma figura ilustre na sociedade paulistana da época. Ex-vedete de revistas, depois que ficou viúva de um conde italiano, casou-se com José Maria Bicudo, seu empresário, que se tornou, então, o Conde Acqua Santiera. Diogo é um sujeito simples que procura garantir seu emprego no banco, a qualquer custo. Por isso submete-se aos desmandos de Rodolfo. Outro personagem de destaque é o judeu Salomão, um hábil negociante, dono de uma casa de penhor. Revela o medo dos judeus naqueles tempos em que o anti-semitismo ganhava impulso na Europa nazista.

Padre Inácio põe em prática a doutrina cristã, recuperando os mendigos e vagabundos em seu albergue. Dentre tantos, um trio chama a atenção: os amigos Aldo, Raffles e Nariz. Aldo, um homem misterioso, traz um grande segredo de seu passado. Ele era um mendigo que despertava a curiosidade de todos, pois, apesar de sua condição, se portava como um cavalheiro. Na realidade, Aldo era um burguês, estudante em Paris, quando conheceu a frívola Nancy, por quem se apaixonou perdidamente. Depois que ela o abandonou, ele caiu na sarjeta e resolveu descobrir os valores da vida vivendo como mendigo.

Já no Brasil, Aldo conhece Lúcia, arrabatando seu amor, sem saber que é irmã de Nancy. Já civilizado, vai trabalhar no banco da família da noiva. Na reta final da trama, Rodolfo dá um desfalque no banco armando para que a culpa recaia sobre Aldo. Ele é preso e em seu julgamento, seu pai, Leonardo Xavier, aparece para inocentá-lo e desvendar o seu mistério. Para a surpresa de todos, Aldo é herdeiro de uma grande fortuna, portanto não tinha porque roubar o banco. Enquanto isso, Nancy, pela primeira vez renunciando ao luxo e à riqueza, deixa-se levar pelo amor do mordomo Sebastião. E Rodolfo, renegado por todos, termina seus dias como louco em um asilo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Ênio Gonçalves Aldo Xavier
Maria Isabel de Lizandra Lúcia Lemos
Edney Giovenazzi Rodolfo Bastos
Lilian Lemmertz Nancy Lemos
Raul Cortez Sebastião
Rodolfo Mayer Dr. Arnaldo Lemos
Lia de Aguiar Carolina Bastos
Laerte Morrone Conde Acqua Santiera (José Maria Bicudo)
Silvana Lopes Mimi (Condessa de Acqua Santiera)
Maria Luiza Castelli Mariana
Elias Gleizer Padre Inácio
Cláudio Corrêa e Castro Raffles
Eduardo Abbas Nariz
Ewerton de Castro Carlinhos
Silvia Leblon Helena
Carlos Koppa Matias
Oswaldo Campozana Diogo
Abrahão Farc Salomão
Riva Ninmtz Raquel
Dante Rui João
Wilma de Aguiar Alzira
Paulo Padilha Dr. Brito
Adoniran Barbosa Firmino
Marcos Waimberg Rui
Ângela Maria Berna Dirce
Eunice Mendes Dora
Ricardo Dias Demóstenes
José Rúbens Chachá Edson
Paulo R. Negreiros Faria Geraldo
Elisabeth Duda Marília
Cinira Camargo Vera
André Loureiro Cláudio
Marlene Marques Clara
Wálter Forster Leonardo Xavier

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  1. "Nancy (Olhos Azuis)" — Tom Zé
  2. "Romance" — Radamés Gnattali e Sua Orquestra
  3. "Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda" — Os Violinos Românticos
  4. "Nostalgia" — Paulo Moura
  5. "Súplica" — Dorival
  6. "Quem Sabe?" — Avena de Castro
  7. "A Dama de Vermelho" — Tom Zé
  8. "Primavera" — Os Violinos Românticos
  9. "Rosa" — Dorival
  10. "Flor do Mal" — Radamés Gnattali e Sua Orquestra
  11. "Você" — Francisco Petrônio
  12. "Nancy (Olhos Azuis)" — Orquestra Continental

Internacional[editar | editar código-fonte]

  1. "Autumn Leaves" — Roger Williams
  2. "Stella By Starlight" — Victor Silvester
  3. "Tema Di Margherita" — Bruno Nicolai
  4. "Georgia On My Mind" — Les 4 Cadillacs
  5. "Mano a Mano" — Greg Segura
  6. "September Song" — Roger Williams
  7. "Fascination" — Os Violinos Românticos
  8. "Clair de Lune" — [[Roger Williams]
  9. "Vincent (Starry, Starry Night)" — The Amazing Grace
  10. "To Love Again" — Carmen Cavallaro
  11. "Cuatro Vidas" — Elvira Rios
  12. "Twilight Nocturne" — Victor Young

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.