Xinguara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Xinguara
Praça em frente ao Terminal rodoviário João Galon

Praça em frente ao Terminal rodoviário João Galon
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de maio
Fundação 13 de maio de 1982
Gentílico xinguarense
Prefeito(a) Osvaldo de Oliveira Assunção Junior (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Xinguara
Localização de Xinguara no Pará
Xinguara está localizado em: Brasil
Xinguara
Localização de Xinguara no Brasil
07° 05' 42" S 49° 56' 45" O07° 05' 42" S 49° 56' 45" O
Unidade federativa Pará Pará
Mesorregião Sudeste Paraense IBGE/2008 [1]
Microrregião Redenção IBGE/2008 [1]
Distância até a capital 908 km
Características geográficas
Área 3 779,412 km² [2]
População 41 382 hab. IBGE/2012[3]
Densidade 10,95 hab./km²
Altitude 279 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,659 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 474 676,000 mil IDESP/2010[5]
PIB per capita R$ 11 699,32 IDESP/2010[5]
Página oficial

Xinguara é um município brasileiro do estado do Pará. Localiza-se a uma latitude 07º05'42" sul e a uma longitude 49º56'45" oeste, estando a uma altitude de 279 metros. Sua população estimada pelo IBGE em 2012 é de 41.382 habitantes. Possui uma área de 5779,412 km² .

História[editar | editar código-fonte]

A ocupação do território, onde está localizado o município de Xinguara, ocorreu devido a abertura da rodovia PA-279. A rodovia foi projetada no governo de Aloisio Chaves, com finalidade de ligar o município de São Félix do Xingu à rodovia PA-150, que corta o Estado do Pará.  O marco inicial da estrada foi fixado no entrocamento onde hoje se encontra a sede municipal. Inúmeras pessoas se estabeleceram em torno do marco, dando origem a uma povoação, que, devido a sua posição geográfica estratégica recebeu o nome de Entrocamento do Xingu, em 1976. A prefeitura municipal de Conceição do Araguaia determinou a urbanização da localidade, criando uma subprefeitura para coordenação dos serviços. Elevada à categoria de município com a denominação de Xinguara pela Lei Estadual nº 5.028 de 13 de maio de 1982, Xinguara foi assim, desmembrada do município de Conceição do Araguaia.[6]

Seu nome é oriundo de dois rios Xingú e Araguaia. Com início de povoação em 1973, recebeu gente de todas as regiões do país a procura de terras férteis, para desenvolver agricultura e pecuária (bovinos e suínos), o cultivo de arroz, milho, feijão, melancia, coco, mamão e banana.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Na hidrografia do Município, destaca-se o rio Araguaia, a leste, e limite com o Estado do Tocantins. Recebe vários rios, córregos, ribeirões e grotas, destacando-se alguns como o ribeirão Água Fria, com os seus afluentes córregos Gordinho, Sapucaia e Jatobá.[7]

No sentido centro-norte, os rios vertem para o Tocantins, destacando-se o rio Vermelho, em seu alto curso.Segundo o IBGE, a vegetação presente na área do município é pertencente ao bioma Amazônia[8] , porém a cidade conta ainda com espécies do cerrado, como o caju e o pequi.

No Município estão presentes, em maior extensão, o Podzólico Vermelho-Amarelo associado a solos Litólicos distróficos, Manchas contínuas de Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, Concrecionários Lateríticos indiscriminados distróficos e manchas de solos Aluviais eutróficos e distróficos.[9]

A geologia da área é representada por rochas do Pré-Cambriano Inferior a Médio, do Complexo Xingu (granitos, migmatitos, gnaisses, xistos, etc); Pré-Cambriano Médio a Superior do Grupo Tocantins, dominante em extensão no Município, constituído por filitos, cloritaxistos, metagrauvacas, etc, estando ainda presentes algumas manchas de sedimentos quaternários, nas áreas aluvionais do rio Araguaia, principalmente.

Acompanhando a geologia, o relevo apresenta superfícies pediplanadas em rochas pré-cambrianas, recobertas por depósitos superficiais, áreas dissecadas em colinas e ravinas que constituem a maior porção da área, algumas cristas e eventuais serras.

Trata-se de um relevo relativamente elevado em relação ao Estado e à região, inserindo-se na unidade morfoestrutural que corresponde à Depressão Periférica do Sul do Pará.[10]

O município apresenta níveis altimétricos bastante variados com os valores mais expressivos atingindo 540 metros, na Serra da Viagem ou do Caucho, localizada a Leste do Município, e os menores valores, em torno de 150 metros, nas proximidades da sede municipal.[11]

Clima[editar | editar código-fonte]

Insere-se na categoria de equatorial super-úmido, tipo Am, da classificação de Köppen, no limite de transição para o Aw. Possui temperatura média anual de 26,35o C, apresentando a média máxima em torno de 32,01o C e mínima de 22,71o C.

A umidade relativa é elevada, apresentando oscilações entre a estação mais chuvosa e a mais seca, que vão de 90% a 52%, sendo a média real de 78%. O período chuvoso ocorre, notadamente, de novembro a maio, e o mais seco, de junho a outubro, estando o índice pluviométrico anual em torno de 2.000 mm.[12]

Economia[editar | editar código-fonte]

Conhecida como Capital da carne bovina do sul do Pará, nos últimos seis anos Xinguara retomou a vocação de cidade pólo e vem se destacando pelos inúmeros avanços na economia regional e na infra-estrutura. Estes foram possíveis devido sua pecuária de corte, que conta com cerca de 500 mil cabeças de gado, tendo representatividade importante na segunda maior bacia leiteira do país. Não há relatos de nenhum caso de aftosa nos últimos 10 anos na região, o que rendeu o certificado de zona livre para comercialização em todo o território Brasileiro e outros países.

A exportação do boi em pé, é um marco no crescimento da região, atraindo o mercado internacional como o Irã entre outros. O município conta com dois frigoríficos em pleno funcionamento que produzem e exportam 08 mil toneladas de carne por mês, e um curtume que exporta 60% de sua produção para países da Europa e Ásia.[13]

Principais Vias[editar | editar código-fonte]

  • Av. Xingú
  • Rua Brasil
  • Rua Rio Tapajós
  • Av. Caldeiras Castelo Branco
  • Av. Guajajaras
  • Av. Marechal Rondon
  • PA-279

Principais Logradouros Públicos[editar | editar código-fonte]

  • Praça da Bíblia
  • Praça Vitória Régia
  • Praça José Ary Guedes
  • Ginásio Poliesportivo de Xinguara
  • Estádio Municipal

Ensino Superior[editar | editar código-fonte]

  • UNIFESSPA (Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará).
  • UNOPAR (Universidade Norte do Paraná).

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de Referência em 1º de julho de 2012 Estimativa Populacional para 2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1º de julho de 2012). Visitado em 16 de janeiro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 21 de setembro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios do estado do Pará - 2010 Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará. Visitado em 13 de março de 2012.
  6. História - Xinguara - PA FAMEP - Federação das Associações de municípios do Estado do Pará. Visitado em 30/05/2014.
  7. Hidrografia Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.
  8. IBGE. Pará / Xinguara / Infográficos: Dados Gerais do Município. Visitado em 30/05/2014.
  9. Solos Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.
  10. Geologia e Relevo Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.
  11. Topografia Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.
  12. Clima Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.
  13. História do município de Xinguara Prefeitura Municipal de Xinguara (2013). Visitado em 30/05/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.