Yamaha XT 660R

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Yamaha XT 660)
Ir para: navegação, pesquisa
Yamaha XT660R
Fabricante Yamaha
Produção 2005-atual
Tipo Off-road
Motor 660cc3, 4 válvulas, monocilíndrico, 4 tempos refrigeração líquida e injeção eletrônica
Potência 48cv a 6.000 rpm
Torque 5,95 kgfm a 5.250 rpm
Transmissão 5 marchas
Suspensão D: Garfo Telescópico
T: Monolink.
Freios D: Disco;
T: Disco.
Pneus 90/130
Tanque 15 Litros
Similar BMW G 650 GS

A XT 660R é uma motocicleta fabricada pela Yamaha.

Versões[editar | editar código-fonte]

A primeira linha da categoria XT foi lançada em 1976, a partir dai, foram diversas versões e tipos. Suas versões compreendem os modelos R, vendida no Brasil; X, com características do conceito motard deste fabricante; e (Z) Ténéré, que começou a ser fabricada no brasil no final de 2011[1] .

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 1976, o francês Thierry Sabine ainda não havia se perdido num deserto da Líbia, o que o levaria a criar o famoso Paris-Dakar o severo rali que ia da França ao Senegal, na África. Mas naquele ano a Yamaha, percebendo que alguns motociclistas tinham condições de uso não muito menos severas do que as que caracterizariam o rali a partir de 1979, inaugurava um segmento o das grandes motos de uso misto com motor monocilíndrico com a XT 500. Alta, robusta, a XT tinha no motor seu destaque: o big single de 499 cm3 a quatro tempos, com comando no cabeçote e duas válvulas, entregava 27 cv a tranqüilas 6.000 rpm e o generoso torque de 3,4 m.kgf a 4.500 rpm, o bastante para chegar a 135 km/h. Apesar do peso elevado (155 kg a seco), era uma opção ímpar para aplicações que exigissem mais força do que agilidade quase um trator sobre duas rodas. Manteve-se no mercado americano até 1981, enquanto no europeu persistiu até 1989 e ainda hoje possui admiradores. Em 1982 era lançada uma versão maior, a XT 550, com 554 cm3, dois carburadores, quatro válvulas e potência de 38 cv a 5.500 rpm. A suspensão traseira de duas molas dava lugar a uma monomola e a velocidade máxima superava 150 km/h. Levaria dois anos para que um novo aumento de cilindrada, para 591 cm3, desse origem à XT 600. A potência era agora de 40 cv e o torque de 4,8 m.kgf, o que conferia ótimo desempenho com os 151 kg a seco. Mas os entusiastas do Paris-Dakar desejavam uma moto mais próxima, também em estilo, daquelas que competiam nos desertos africanos. E o nome de um deles Ténéré, em que a pronúncia é fechada, "tenerê" foi o escolhido para uma versão mais encorpada da XT 600, lançada em 1985. Um imenso tanque de combustível, de 28 litros (contra apenas 11,8 da XT), dominava o visual da nova Yamaha e logo a identificava com o rali que a batizou. O motor era o mesmo da versão "magra", mas com maior potência (46 cv a 6.500 rpm) e radiador de óleo. Com 155 kg a seco, exigia pilotos igualmente robustos para dominá-la. Mas não era uma endurista para trilhas densas, como a "prima" TT 600, e sim uma todo-terreno capaz de viajar por estradas de qualquer qualidade com robustez, autonomia e certo conforto.

Na linha 1986 o tanque era reduzido para 23 litros, cedendo espaço na parte central ao filtro de ar. A razão era a adoção de partida elétrica, muito bem-vinda em uma 600, que exigia uma bateria maior sob o banco, onde antes ficava o filtro. A Ténéré manteve seu estilo até 1988, quando uma ampla reestilização a deixou mais parecida com as motos do Paris-Dakar da época. Em vez do farol retangular, da pequena carenagem e do pára-lama dianteiro elevado, vinham dois faróis redondos, carenagem integral fixada ao tanque e um pára-lama baixo, rente à roda. Ganhava ainda um freio traseiro a disco, em apoio ao dianteiro já existente na linha 600. O modelo antigo permaneceu em oferta por pouco tempo. A nova versão ficou em linha até 1991, restando apenas a XT 600E, mais leve e de estilo ágil, nessa cilindrada. Os adeptos do maior porte da Ténéré puderam contar com a XTZ 660, de 48 cv, e com a poderosa XTZ 750 Super Ténéré, uma bicilíndrica de 70 cv de potência para longas jornadas.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre motociclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.