Yamaha YS 250 Fazer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha Fazer 250 Limited Edition
Fabricante Yamaha Motor Company
Apelido Fazer 250
Produção 2005-atual
Tipo Street
Motor Mono-cilíndrico, 4 tempos, SOHC, 250 cc, alimentação por injeção eletrônica, partida elétrica.
Potência 21 CV a 7.500 rpm
Torque 2,10 kgf.m a 6.500 rpm
Freios D:Disco de 282 mm de diâmetro
T:Tambor de 130 mm de diâmetro
Pneus D100/80 17 M/C 52S
130/70 17 M/C 62S
Altura do Assento Total: 1.060 mm
Do assento: 805 mm
Entre Eixos 1.360 mm
Comprimento 2.025 mm
Tanque 19,2 litros
Reserva 4,5 litros
Similar CBX 250 Twister, Kasinski Comet GTR 250

A Yamaha ...Fazer... 250 (YS 250), é uma motocicleta fabricado pela yamaha do Brasil. Foi a primeira motocicleta na faixa de 250cc vendida no Brasil equipada com o sistema de injeção eletrônica de combustível.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Produção 100% nacional, apareceu no mercado brasileiro no ano de 2005 para competir com a Honda Twister (CBX 250) na categoria Street de 250 cc.

Em seus primeiros anos de fabricação estava disponível nas cores cinza, preto e vermelho, sendo subsituido o cinza por azul nos anos seguintes de 2007 a 2008. Para o ano de 2008 foi apresentado o modelo LE (Limited Edition) com toda sua pintura em preto e predominâncias na cor fosca, inclusive com motor pintado nessa cor. Além de contar com um kit de adesivos esportivos vendidos separadamente que deixa o modelo com um ar de moto de maior cilindrada e, ao mesmo tempo, com cara de moto tuning.

Em Abril de 2010, a yamaha lança o modelo 2011 para concorrer com a Honda CB 300 R, suas principais inovações são o freio traseiro a disco e painel digital, além da nova frente e uso de LED na lanterna traseira[1] .

Modelo Europeu[editar | editar código-fonte]

A partir do ano de 2007, a Yamaha Fazer 250 passou a ser exportada para Europa, sendo chamada lá de YBR 250 em vez de YS 250 como no Brasil. Na Europa as cores disponíveis são Prata, Vermelho e Preto.

Injeção eletrônica[editar | editar código-fonte]

O Sistema Yamaha de Injeção Eletrônica alimenta o motor na proporção ideal de mistura em qualquer regime de funcionamento, além de contribuir para o controle de emissão de poluentes, tem partida imediata, economia (apresentando consumo médio de 25 a 30 km/l) e durabilidade. A partir do modelo 2010, passou a contar também com o sistema de Sonda lambda.

Motor[editar | editar código-fonte]

O pistão da Yamaha Fazer 250 é forjado em alumínio e o cilindro conta com revestimento de cerâmica dispersiva de calor, mesma tecnologia empregada nos maiores modelos da Yamaha e em ônibus espaciais.

Itens de série[editar | editar código-fonte]

Nos modelos fabricados até 2010, o painel de instrumentos tem dois mostradores análogos - velocímetro e contagiros - e um display de cristal liquido multifuncional mostrando marcador de combustível digital, horas e três modos de hodômetro denominados trip, além do hodômetro total.

Cores[editar | editar código-fonte]

A Yamaha Fazer 250 está disponível nas seguintes cores:

  • Modelo 2005: Preta, Vermelha, Cinza (com adesivos em prata/preto).
  • Modelo 2006: Preta, Vermelha, Cinza (com adesivos em prata/preto).
  • Modelo 2007: Preta, Vermelha, Azul (com adesivos em dourado).
  • Modelo 2008: Preta, Vermelha, Azul (com adesivos em vermelho).
  • Limited Edition 2008: Preta com predominância em preto fosco e adesivos vermelhos (tiragem limitada em 2008).
  • Modelo 2010(lançada em 2009): Preta, Vermelha, Prata (com adesivos em vermelho)
  • Limited Edition 2010: Preta com predominância em preto fosco e adesivos dourados (tiragem limitada em 2010).
  • Modelo 2011(lançada em 2010): Preta, Vermelha, Roxa (reestilização estética).
  • Modelo 2012(lançada em 2011): Preta, Vermelha, Roxa (grafismo do tanque removido, adesivos prateados na carenagem).

Outras Especificações Técnicas[editar | editar código-fonte]

  • Altura mínima do solo: 190 mm
  • Raio mínimo de giro: 2.395 mm
  • Diâmetro x curso: 74,0 x 58,0 mm
  • Taxa de compressão: 9.80:1
  • Sistema de lubrificação: Cárter úmido, com radiador a ar.
  • Capacidade do óleo do motor: 1,45 litros (contando filtro de óleo)
  • Sistema de ignição: TCI
  • Bateria: YTX7L-BS, 12V 6 Ah, selada
  • Transmissão primária: engrenagens
  • Transmissão secundária: corrente
  • Embreagem: multidisco banhado a óleo
  • Câmbio: 5 velocidades, engrenamento constante
  • Quadro: Berço duplo em aço
  • Ângulo de cáster: 26,5º
  • Trail: 104,5 mm

Informações adicionais[editar | editar código-fonte]

  • Peso (ordem de macha): 153 kg
  • Relação de redução primária: 74/24 (3,083)
  • Relação de redução secundária: 45/15 (3,000)
  • Dispositivo para transporte de carga Bauleto: 25 kg
  • velocidade máxima 152 km/h no painel e 130Km/h reais.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Eleita a “Moto do Ano” pela revista Duas Rodas em sua categoria nos anos de 2006 e 2007.

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]