Yankee White

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Yankee White"
1º episódio da 1ª temporada de NCIS
Informação geral
Escrito por: Donald Bellisario
Don McGill
Direcção Donald Bellisario
Exibição original 23 de Setembro de 2003
Cronologia
Último
Último
""Hung Out to Dry""
Próximo
Próximo
Lista de episódios

Yankee White é o primeiro episódio da 1ª temporada da série de televisão americana de crime e drama NCIS. Foi ao ar originalmente pela CBS nos Estados Unidos em 23 de Setembro de 2003. Os episódio foi escrito por Donald Bellisario & Don McGill e dirigido por Donald Bellisario, e foi visto por 13.04 milhões de espectadores.[1]

No Air Force One, um Comandante da Marinha encarregado de transportar uma maleta morre em circunstâncias misteriosas, forçando um pouso de emergência em Wichita, Kansas mas enquanto sua morte é originalmente tratada como um trágico acidente, o NCIS descobre evidências sugerindo que o Comandante foi assassinado e que tudo pode estar ligado a um atentado ao Presidente.

O episódio apresenta Caitlin "Kate" Todd no lugar da Agente do NCIS Vivian "Viv" Blackadder. O resto da equipe foi apresentado em um episódio duplo da oitava temporada de JAG, "Ice Queen" e "Meltdown".

Enredo[editar | editar código-fonte]

Enquanto no Air Force One, o Comandante da Marinha Ray Trapp morre de um aparente derrame após almoçar com o Presidente. Trapp visitou o Air Force One só porque o Major Timothy Kerry estava doente. NCIS chega para investigar a morte, mas conhece alguns problemas jurisdicionais com o FBI e o Serviço Secreto. Junto com a Agente do Serviço Secreto Caitlin Todd, os Agentes Especiais do NCIS Leroy Jethro Gibbs e Tony DiNozzo, e o Médico Legista do NCIS Donald "Ducky" Mallard examinam o corpo e o avião enquanto estão voando de volta para Nova York. O Presidente é forçado a usar o plano de segurança enquanto a investigação está em andamento.

De volta ao NCIS, Ducky está fazendo a autópsia do corpo do Comandante Trapp, só para descobrir que ele sofreu uma embolia cerebral, que é considerado uma causa natural de morte. Gibbs quer que a equipe continue procurando enquanto ele se junta a Agente Todd a bordo do Air Force One. Mais tarde, outro oficial sênior, Marine Major Timothy Kerry, é encontrado morto com sintomas similares aos do Comandante Trapp. A Cientista Forense do NCIS Abby Sciuto encontra veneno no uniforme do Comandante Trapp e no do Major Kerry, o que pode explicar por que eles morreram. DiNozzo investiga os dois, descobrindo que Trapp e Kerry foram a mesma lavanderia. No Air Force One, agente Todd conta a Gibbs sobre seu relacionamento com Major Kerry, resultando em um interrogatório a respeito dos motivos dela para a morte dele. A reação de Todd faz Gibbs acreditar na sua inocência.

Todd explica a diferença entre a cópia de segurança e o plano principal. Gibbs se concentra no arsenal que tem trancas em vez de teclados digitais. Se o terrorista está planejando um ataque ele deve ter copiado a chave. Consciente sobre a ameaça, Gibbs decide verificar o arsenal enquanto Todd protege o Presidente. O arsenal é aberto e um jornalista está tentando chegar ao Presidente. Gibbs confronta o jornalista, que ataca de volta, mas é morto antes que algum estrago tenha sido feito.

No final do episódio, Agente Todd se demite do Serviço Secreto por causa da sua relação com o Major Kerry. Então, Gibbs oferece a ela um emprego no NCIS.

Produção[editar | editar código-fonte]

O episódio foi escrito por Donald Bellisario & Don McGill e dirigido por Donald Bellisario. De acordo com Bellisario, o episódio piloto de NCIS foi fácil de ser vendido a CBS por causa de seus baixos custos em comparação com o piloto de JAG. Junto com Billy Webb (editor de fotografia), Bellisario queria dar a NCIS um olhar diferente em comparação aos outros shows, começando com o primeiro episódio da série. Primeiro descobrir "como é que nós normalmente filmamos, agora vamos descobrir outra maneira de filmar". Clipes curtos entre as cenas se tornou uma marca registrada. "Nós mudamos rápido, cortamos no meio das cenas, diálogos e cortamos no meio das falas". "O que se transformou em um estilo de filmagem completamente diferente".

No primeiro episódio piloto, ainda como parte de JAG, Robyn Lively é vista no papel de Vivian Blackadder. Bellisario afirmou que "ela estava um pouco mole para esse tipo de papel", e é substituída por uma personagem nova e diferente nesse episódio. Interpretada por Sasha Alexander, a Agente do Serviço Secreto Caitlin Todd é recrutada por Gibbs no final do episódio, preenchendo o lugar de Blackadder na equipe de Gibbs.[2]

Junto com a personagem de Alexander, também foram introduzidos dois personagens recorrentes: O agente do FBI Tobias C. Fornell (interpretado por Joe Spano), que ainda faz parte da série, e o Assistente do Médico Legista Gerald Jackson (por Pancho Demmings). Jackson saiu da série depois da 1ª temporada.

Recepção[editar | editar código-fonte]

"Yankee White" foi visto por 13.04 milhões de espectadores ao vivo após sua transmissão em 23 de Setembro de 2003, com uma quota de 8.6/14 entre todas as casas.[3] Uma quota significa o percentual de televisores ligados em um programa.

Referências

  1. No Title Found Cbspressexpress.com..
  2. Coleridge, Daniel R.. JAG Spinoff Secrets TV Guide.. Página visitada em 16 January 2012.
  3. Fast National ratings for Tuesday, Sept. 23, 2003. Zap2it.. Página visitada em 16 January 2012.