Yeshivá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Yeshivá (do hebraico ישיבה, "assento (subst.)" pl. yeshivot, em judeu-português: Jessibá), é o nome dado às instituições para estudo da Torá e do Talmud dentro do judaísmo. As yeshivot geralmente são instituições judaicas ortodoxas, e geralmente abrigam rapazes ou homens. A instituição equivalente para mulheres é a midrashá, embora o termo yeshivá possa ser usado também para uma instituição mista ou de mulheres.

O termo yeshivá guedolá ("yeshivá sênior/superior") se refere à instituições pós-ensino médio, e yeshivá ketaná ("yeshivá júnior/pequena") se refere à instituições de ensino a meninos em idade de ensino médio. O termo yeshivá também é usado como um nome genérico para qualquer escola que ensine Torá, Mishná e Talmud, para qualquer grupo.

Uma yeshivá com um enfoque para estudo independente e que fornece sustento para estudantes do sexo masculino casados é conhecida como kolel.

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.