Yesshows

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yesshows
Álbum ao vivo de Yes
Lançamento 19 de Dezembro de 1980
Gravação 17 de Agosto de 1976 -
28 de Outubro de 1978
Gênero(s) rock progressivo
rock sinfônico
Duração 78:54
Gravadora(s) Atlantic Records
Produção Yes
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Yes
Último
Último
Drama
(1980)
Classic Yes
(1981)
Próximo
Próximo

Yesshows é o segundo álbum ao vivo da banda britânica de rock progressivo Yes. Lançado logo após o lançamento de Drama, Yesshows apresenta, como diz o nome, performances ao vivo que abrangem desde a metade de 1976 até a turnê de Tormato em 1978. O lançamento do álbum teve a supervisão do baixista Chris Squire.

Como o álbum ao vivo anterior da banda, Yessongs, Yesshows inicia com um gravação ao vivo de Igor Stravinsky: Firebird Suite.

Diferente da versão de Yessongs, os membros da banda podem ser ouvidos tocando, um após o outro, junto com a música de Stravinsky.

Ainda que Rick Wakeman seja o tecladista na maioria das faixas, as performances de 1976 ("The Gates of Delirium" e "Ritual - Nous Sommes du Soleil") apresentam Patrick Moraz. Moraz saiu do Yes pouco antes da gravação de Going for the One.

Na versão original, em disco de vinil, "Ritual (Nous Sommes Du Soleil)" foi dividida em duas, com sua segunda parte continuando no Lado D da gravação. Para a edição em CD, ela foi combinada novamente, mas cada parte recebendo um número diferente de faixa.

O álbum é também notável por apresentar fotografias da banda em performances ao vivo da segunda metade dos anos 70 - em 1977 eles desenvolveram a idéia de um palco circular rotatório, com o microfone de Jon Anderson pendurado no teto.

Lançado quando o Yes estava prestes à "dar um tempo", (temporariamente, como se mostrou depois), Yesshows permanece como um registro único do incrível momento ao vivo da banda nos anos finais da década de 1970.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1[editar | editar código-fonte]

  1. "Parallels" (Chris Squire) – 7:07
    • gravado no Ahoy-Halle, Rotterdam. 24/11/1977
  2. "Time and a Word" (Jon Anderson/David Foster) – 4:06
    • gravado no Empire Pool, Wembley, 27/10/1978
  3. "Going for the One" (Jon Anderson) – 5:22
    • gravado no Festhalle, Frankfurt, 18/11/1977

Lado 2[editar | editar código-fonte]

  1. "The Gates of Delirium" (Jon Anderson/Chris Squire/Steve Howe/Alan White/Patrick Moraz) – 22:40
    • gravado no Cobo Hall, Detroit, 17/08/1976

Lado 3[editar | editar código-fonte]

  1. "Don't Kill the Whale" (Jon Anderson/Chris Squire) – 6:50
    • gravado no Empire Pool, Wembley, 28/10/1978
  2. "Ritual (Nous Sommes Du Soleil)" (Parte 1) (Jon Anderson/Chris Squire/Steve Howe/Rick Wakeman/Alan White) – 11:48
    • gravado no Cobo Hall, Detroit, 17/08/1976

Lado 4[editar | editar código-fonte]

  1. "Ritual (Nous Sommes Du Soleil)" (Parte 2) (Jon Anderson/Chris Squire/Steve Howe/Rick Wakeman/Alan White) – 17:07
    • gravado no Cobo Hall, Detroit, 17/08/1976
  2. "Wonderous Stories" (Jon Anderson) – 3:54
    • gravado no Ahoy-Halle, Rotterdam. 24/11/1977

Faixas bônus (edição japonesa - 2009)[editar | editar código-fonte]

  1. "I've Seen All Good People"
  2. "Roundabout"

Paradas[editar | editar código-fonte]

Yesshows (Atlantic K 60142) alcançou #22 no Reino Unido. Também alcançou #43 nos Estados Unidos, permanecendo nas paradas por 12 semanas.

Músicos[editar | editar código-fonte]

Relançamento[editar | editar código-fonte]

1987 - Atlantic - CD

1994 - Atlantic - CD (Remasterizado)

2001 - Atlantic - CD (HDCD remasterizado)

Referências

  • AllMusicGuide.com
  • "Top Pop Albums 1955-2001", Joel Whitburn, c.2002