Yolande Martine Gabrielle de Polastron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Yolande de Polastron
Retrato da Duquesa de Polignac por Élisabeth Vigée Le Brun
Nome completo Yolande Martine Gabrielle de Polastron
Nascimento 8 de Setembro de 1749
Paris,  França
Morte 9 de dezembro de 1793 (44 anos)
Viena,  Áustria
Nacionalidade França Francesa
Progenitores Mãe: Jeanne Charlotte Hérault
Pai: Jean François Gabriel, conde de Polastron
Cônjuge Jules, 1.° duque de Polignac
Filho(s) Aglaé de Polignac
Armand de Polignac
Jules Auguste Armand Marie
Camille de Polignac
Ocupação Governante dos Filhos de França
Religião Cristianismo

Yolande Martine Gabrielle de Polastron, ou Madame de Polignac, (Paris, 8 de setembro de 1749 - Viena, 9 de dezembro de 1793) condessa e duquesa de Polignac, foi amiga e companheira da Rainha da França, Maria Antonieta.

Originária de uma família nobre mas sem grandes recursos financeiros, cresceu em Languedoc, junto da tia que eventualmente a pôs num convento exclusivo à aristocracia. Aos dezoito anos, casa com o conde Jules de Polignac, um jovem capitão do exército. Juntos, teriam quatro filhos: Aglaé de Polignac, duquesa de Guiche e de Gramont (7 de Maio de 1768, Versalhes-30 de Março de 1803, Edimburgo); Armand Jules de Polignac, duque de Polignac (17 de Janeiro de 1771, Versalhes-30 de Março de 1847, São Petersburgo); Jules Auguste de Polignac, príncipe de Polignac(10 de Novembro de 1780, Versalhes-30 de Março de 1847, Saint Germain); Camille Henri Melchior, conde de Polignac (27 de Dezembro de 1781, Versalhes-2 de Fevereiro de 1855).

Gabrielle foi apresentada à Rainha Maria Antonieta em 1775, durante um baile dado em casa da irmã do seu marido, Madame Diane de Polignac. A Rainha, encantada com o maravilhoso recital da condessa de Polignac, considera-a, de imediato, sua amiga. Uma vez que os Polignac não possuíam meios económicos a fim de pagar a extravagante vida em Versalhes, Maria Antonieta conceder-lhes-á inúmeras pensões, cargos, títulos e favoritismos: oferece 800 mil libras como dote à filha de Gabrielle; em 1780 os condes de Polignac passam a ser duques de Polignac; em 1782 Gabrielle ocupa o lugar vago de Madame Guéménée como Governante dos Filhos de França; em 1786 o agora duque Jules de Polignac, Escudeiro da Casa da Rainha, receberá o cargo de Marechal de França, o cargo militar mais elevado. Também o dito amante de Gabrielle, o conde Vaudreuil, viria a beneficiar enormemente com a amizade entre a Rainha e a duquesa.

A duquesa de Polignac liderava o restrítio grupo de amigos da Rainha, o que causava inveja por parte dos membros das grandes famílias como as Noailles, Rohan, Gontaut e os Coigny. Tanto os cortesãos como o povo, acusava Maria Antonieta de favorecer a sumptuosa Polignac em detrimento da simples Princesa de Lamballe. Cartazes que apelidavam Gabrielle de Messalina ou de Popeia, circulavam por todo o país, acabando por denegrir toda a imagem de Versalhes.

Com os perturbantes levantamentos populares no início de 1789, os Polignac acabaram por deixar, inicialmente a pedido e depois ordenado pela Rainha, Versalhes. São uns dos primeiros aristocratas a emigrar, e com eles encontram-se o irmão do Rei e amigo dos Polignac, o conde de Artois, os príncipes de Condé, o conde de Vaudreuil, Besenval, Guines...

Gabrielle acabaria por morrer em Viena em 1793, de cancro, após saber que a sua amiga e confidente Maria Antonieta acabava de ser guilhotinada.

Para trás, a duquesa de Polignac deixou uma família que se acabaria por ligar aos Grimaldi, aos Davydov, à Guerra da Sucessão e à Restauração.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Precedido por
Madame Guéménée
Governante dos Filhos de França
17821789
Sucedido por
Marquesa de Tourzel