Yucuita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Yucuita (do mixteco Yúku'ita, Monte das flores) é um sítio arqueológico localizado no município mixteco de San Juan Yucuita (ocidente do estado de Oaxaca, México). Foi fundado pelos mixtecas durante o período pré-clássico como uma pequena aldeia dedicada à agricultura e ao comércio de obsidiana. Devido à sua antiguidade e à continuidade da sua ocupação por grupos humanos - desde o século XIV a.C. até ao século IX - Yucuita é um dos mais bem estudados sítios da cultura mixteca.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Situada numa pequena planície da Serra Mixteca de Oaxaca, a zona arqueológica de Yucuita situa-se 86 km para noroeste de Oaxaca de Juárez, a capital do estado. Ainda que as populações mixtecas pré-colombianas não se caracterizem por uma arquitectura monumental, em Yucuita conservam-se dois complexos arquitectónicos que foram objecto de numerosas investigações desde a década de 1930, quando Estebán Avendaño explorou a zona em 1933[1] . Um dos complexos arquitectónicos de Yucuita destinava-se à habitação da elite governante da povoação. Está composto por uma plataforma construída sobre a encosta de um monte, sobre a qual se situam os restos de um conjunto habitacional construído em redor de um pátio central. O segundo complexo corresponde ao centro cerimonial, do qual apenas restam vestígios da plataforma e dois muros de grandes dimensões.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Vela y Solanes, 2001: 40.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Blomster, Jeffrey P. (2007): "Análisis Diacrónicos y Sincrónicos de la Obtención de Obsidiana en la Mixteca Alta, Oaxaca", no sitio internet da Fundación para el Avance de los Estudios Mesoamericanos, consultado em 2 de março de 2007.
  • Caso, Alfonso (1977): Reyes y reinos de la Mixteca, Fondo de Cultura Económica, México.
  • Vela Ramírez, Enrique y maría del Carmen Solanes (2001): Imágenes históricas de la arqueología en México. Número especial de Arqueología mexicana, maio de 2001.

Ver também[editar | editar código-fonte]