z/OS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

z/OS é um sistema operacional de 64 bits para mainframes, criado pela IBM. É o sucessor do OS/390, o qual, por sua vez, combinou o MVS e o UNIX System Services - uma implementação UNIX POSIX-aderente para mainframes, anteriormente conhecida como MVS Open Edition ou OpenMVS).

O z/OS oferece muitos dos atributos de outros sistemas operacionais modernos, mas também conserva muito da funcionalidade originada nas década de 1960 e 1970, que frequentemente ainda estão em uso cotidiano. Isto inclui CICS, IMS, DB2, RACF e SNA.

O z/OS também executa Java de 64 bits, suporta APIs e aplicativos UNIX (Single UNIX Specification) e comunica-se diretamente com o TCP/IP. Um sistema operacional complementar IBM, o z/VM, fornece o gerenciamento de sistemas virtuais múltiplos (guests) no mesmo mainframe físico. Estas novas funções no z/OS e z/VM, e o suporte ao Linux, tem encorajado o desenvolvimento de novos aplicativos para mainframes. Muitos deles utilizam o WebSphere Application Server para middleware z/OS.

A partir de 1º de abril de 2007, o z/OS passou a ter suporte somente a mainframes de 64 bits (z/Architecture). O z/OS V1R5 foi a última versão a dar suporte ao ESA/390, uma arquitetura de hardware anterior com endereçamento de 31 bits. Aplicativos antigos ainda são suportados na mesma forma binária, usem eles 31 bits ou mesmo endereçamento de 24 bits.

A IBM comercializa o z/OS como um sistema operacional destacado[1] , talhado para operações contínuas, de grande volume, com elevada segurança e estabilidade.

Uma versão de baixo custo do z/OS, o z/OS.e, possui código idêntico, mas é processado com uma configuração de inicialização que impede a execução de tarefas "clássicas", tais como os compiladores COBOL e PL/I. O z/OS.e era disponibilizado para os mainframes IBM z800, z890 e z9 BC, mas foi encerrado com a versão V1.8 e retirado de mercado em outubro de 2007.[2] . Foi substituído pelo System z New Application License Charges (zNALC), o qual oferece um z/OS completo e mais barato, se usado para servir novos aplicativos (new workloads).

A IBM tem feito novos lançamentos anualmente, sendo que os dois últimos foram o z/OS Management Facility V1.11, em 8 de agosto de 2009, e o z/OS Management Facility V1.12, em 22 de julho de 2010.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.