Zaglossus attenboroughi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaZaglossus attenboroughi [1]
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Status iucn3.1 CR pt.svg
Em perigo crítico (IUCN 3.1) [2]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Mammalia
Ordem: Monotremata
Família: Tachyglossidae
Género: Zaglossus
Espécie: Z. attenboroughi
Nome binomial
Zaglossus attenboroughi
Flannery & Groves, 1998
Distribuição geográfica
Sir David's Long-beaked Echidna area.png

Zaglossus attenboroughi (vernáculos artificiais derivados da língua inglesa: equidna-de-attenborough, zaglosso-de-attenborough, equidna-de-bico-longo-de-sir-david ou equidna-de-bico-longo-das-cíclopes) é uma espécie de equidna endêmica da Indonésia. Esta espécie é conhecida por um único espécime coletado em 1961 no monte Berg Rara, pertencente as Montanhas Cíclopes, no extremo noroeste da província de Papua.

Nomenclatura e taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita em 1998 por Tim Flannery e Colin Groves com o nome de Zaglossus attenboroughi. O epíteto específico homenageia sir David Attenborough por sua contribuição à flora e fauna da Nova Guiné. A descrição foi baseada em um único espécime coletado em 4 de julho de 1961 por P. van Royen na montanha de Berg Rara, durante a colonização holandesa da Indonésia.[3]

Distribuição geográfica e habitat[editar | editar código-fonte]

A espécie está restrita as Montanhas Cíclopes no extremo noroeste da província de Papua, na Indonésia, próximo as cidades de Sentani e Jayapura.[3] A equidna não foi localizada nas cadeias montanhosas adjacentes de Torricelli e Bewani, mas acredita-se que possa estar presente na cadeia de Foja, que não foi explorada adequadamente.[2] A espécie habita a floresta tropical úmida de altitude entre 166 a 1 600 metros de altitude.[2]

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Não há qualquer registro sobre a ecologia da espécie, uma vez que nunca foi observado seu comportamento.

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie está listada como em perigo crítico pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN),[2] e aparece no apêndice II da Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e da Flora Silvestres Ameaçadas de Extinção (CITES).[4]

Referências

  1. Groves, C.P.. Order Monotremata. In: Wilson, D.E.; Reeder, D.M. (eds.). Mammal Species of the World. 3 ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. 1-2 p. ISBN 978-0-8018-8221-0 OCLC 62265494
  2. a b c d LEARY, T.; SERI, L.; FLANNERY, T.; WRIGHT, D.; HAMILTON, S.; HELGEN, K.; SINGADAN, R.; MENZIES, J.; ALLISON, A.; JAMES, R.; APLIN, K.; SALAS, L.; DICKMAN, C. (2008). Zaglossus attenboroughi (em Inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 Versão 2. Página visitada em 25 de março de 2013.
  3. a b FLANNERY, T.F.; GROVES, C.P.. (1998). "A revision of the genus Zaglossus (Monotremata, Tachyglossidae), with description of new species and subspecies". Mammalia 62 (3): 387–390.
  4. CITES (3 de abril de 2012). Appendices I, II and III. cites.org. Página visitada em 25 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Zaglossus attenboroughi
Ícone de esboço Este artigo sobre monotremados, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.