Zamora de Hidalgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zamora
Brasão
Lema: Zamora, Cuna de Hombres Ilustres
Zamora panoramica.jpg
Vista panoramica de Zamora
Nome oficial Zamora de Hidalgo
Estado Michoacán
Município Zamora
Fundação 18 de janeiro de 1574
Website www.zamora.gob.mx
Demografia
População
 - Pop. municipio

171.826 hab.
Gentílico Zamorano (a)
Geografia
Área 330,97 km²
Altitude 1.580 metros
Código telefônico 351
Fuso horário UTC-6
Localização
Localização de Zamora no México
20° 03' 27" N 102° 43' 06" O
Cidade do México México

Zamora de Hidalgo é a principal cidade do Município de Zamora, um dos 113 municípios que compõem o estado de Michoacán de Ocampo, no México.

Desde o final do século XX a cidade de Zamora integrou um conglomerado urbano com a localidade de Jacona de Plancarte.

Situada num vale fértil, é um tradicional centro de importante zona agrícola. Sua localização geográfica permitiu, ainda, que a cidade se caracterize por ser uma ligação cultural e econômica muito importante entre a zona da Meseta purépecha, a capital do estado (Morelia), a cidade de Sahuayo e a cidade de Guadalajara. Por sua história e vida social, Zamora é também um centro cultura relevante, contando com o Centro Regional das Artes de Michoacán e o Teatro de la Ciudad.

Dados estatísticos[editar | editar código-fonte]

Geográficos[editar | editar código-fonte]

  • Localiza-se ao norte do estado de Michoacán, nas coordenadas 19°59' de latitude norte e 102°17' de longitude oeste.
  • Sua altitude é de 1,580 m.
  • Os limites geo-políticos do munício são: ao norte com os municípios de Ixtlán e de Ecuandureo, a leste com os municípios de Churintzio e de Tlazazalca, ao sul com os municípios de Jacona e de Tangancícuaro e, a oeste, com Chavinda e Tangamandapio.
  • Dista da capital 144 km (estrada federal número 15, Morelia-Zamora de Hidalgo.
  • Superfície do município: 330,97 km²;

Demográficos[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo Populacional e Habitacional do ano de 2005 (INEGI)

  • População do municipio: 171.826 habitantes
  • População da Cidade de Zamora de Hidalgo: 171.826 habitantes
  • População urbana de Zamora de Hidalgo: 230.036 habitantes dos quais correspondiam a:
    • Zamora de Hidalgo: 171.826 habitantes.
    • Jacona de Plancarte: 59.288 habitantes.

Orográficos[editar | editar código-fonte]

O relevo é constituído faz parte do sistema vulcânico transversal mexicano. Encontram-se em seu horizonte os picos de La Beata, La Beatilla, Encinar, Tecari, o Ario e o Grande.

Hidrografía[editar | editar código-fonte]

Rio Cupatitzio

Dois sistemas hídricos cruzam o vale. Por um lado o rio Duero, por outro o Celio. Vários riachos confluem para estes rios, entre os mais importantes encontra-se os arroios Prieto, Hondo e Blanco. Há um sistema de represas que contêm e regulam as correntes fluviais, compostos pelas barragens de Álvarez, a del Colorín e a de Abajo. As vazantes são mais ou menos abundantes, conforme a estação do ano.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima zamorano é temperado tropical; com abundantes chuvas no verão, conta com uma precipitação pluvial anual média de 1 000 mm. A temperatura oscila entre 2 e 39,2 graus centígrados.


Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Zamora de Hidalgo Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 25 26 27 31 32 30 27 27 27 27 27 25 27
Temperatura mínima média (°C) 8 9 11 13 16 17 16 16 16 14 11 8 12
Precipitação (mm) 4 1 1 2 8 34 60 66 53 14 3 1 251
Fonte: [1] 06/04/2010

História e Nome[editar | editar código-fonte]

História[editar | editar código-fonte]

A vila de Zamora foi fundada em 1574 por ordem do Vice-Rei Martín Enríquez de Almanza, com povoadores espanhóis procedentes de Zamora. O local original da vila fica onde atualmente chama-se de Plaza de la Fundación. Em anos anteriores a isto o Vice-rei de Mendoza havia estabelecido um forte, de onde partiu para a conquista do norte mexicano.

Durante o vice-reinado teve grande importância, pois era o centro agrícola do ocidente mexicano, provindo de alimentos às cidades mineradoras como Guanajuato, San Luis Potosí, entre outras.

O padre Miguel Hidalgo, chamado de "el padre de la patria", deu-lhe o título de cidade durante a Independência, em seu palácio de Guadalajara.

Nome[editar | editar código-fonte]

A cidade de Zamora fica num vale antigamente denominado Tziróndaro, cuja etimologia provém duma palavra purépecha que significa "lugar de ciénegas".

La ciudad de Zamora se ubica en un valle que antiguamente era denominado Tziróndaro, cuya etimología proviene de una palabra purépecha que significa "lugar de ciénegas".

O nome de Zamora provém da cidade homônima da península ibérica (ver: Zamora), em razão de a maioria de seus primeiros povoadores hispânicos serem oriundos dessa região castelhana. A etimologia do nome remete ao latim civitas murata, ou cidade murada, por estar rodeadas de morros, como também do vocábulo árabe Zamarat, que significa esmeralda, e faz referência à fertilidade e verde do vale castelhano. No caso da Zamora mexicana, estas características se repetem, por ser também um vale fértil, rodeado por montanhas e cortado por dois rios.

A partir de 1953, e como uma homenagem a Miguel Hidalgo y Costilla, que passou pela cidade e ali esteve por alguns dias, foi denominada Zamora de Hidalgo.

Agricultura e indústria[editar | editar código-fonte]

Situada sobre um território fértil, adequado para as hortaliças e com sistema de irrigação sistematizado, o município é conhecido pela produção de morangos de qualidade superior. Entres suas atividades industriais destaca-se a fabricação de alimentos de origem láctea, como manteiga, queijo e o famoso doce regional conhecido por chongos zamoranos. Também produz peças de vestuário, jóias e cerâmica.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A antiguidade da cidade faz com que possua grande quantidade de edificações de valor histórico, erguidos durante o período do Vice-reinado, e do século XIX. Alguns destes monumentos são: o templo de São Francisco, a antiga Catedral inconclusa - hoje santuário de Guadalupe, a maior igreja do México (tem 105 metros de altura, em estilo neo-gótico) - e outros templos católicos, a Biblioteca Pública e o Palácio Federal.

Conta com quatro praças comerciais: Plaza Madero, Zamora, Ana e Plaza las Palomas.

Os principais pontos turísticos são o lago de Camecuaro e o gêiser de Ixtlan, ambos situados a cerca de 15 minutos da cidade, o primeiro em Tangancicuaro e o segundo em Ixtlan de los Hervores.

Naturais célebres[editar | editar código-fonte]

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Weatherbase - Zamora, México (em inglês) Weatherbase.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Zamora de Hidalgo