Zinovy Rozhestvensky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Zinovy ​​Petrovich Rozhestvensky
Zinovi Petrovich Rozhestvenski.jpg
Almirante Zinovy ​​Rozhestvensky
Nascimento 11 de novembro de 1848
São Petersburgo, Império Russo
Morte 14 de janeiro de 1909 (60 anos)
São Petersburgo, Império Russo
Serviço militar
Patente Almirante

Zinovy ​​Petrovich Rozhestvensky (em russo: Зиновий Петрович Рожественский, São Petersburgo, 11 de novembro de 1848 - São Petersburgo, 14 de janeiro de 1909) foi um Almirante russo que lutou na Guerra Russo-Turca (1877-1878) e na Guerra Russo-Japonesa.

Carreira naval[editar | editar código-fonte]

Rozhestvensky entrou no Corpo de Cadetes do Mar em 1868, em seguida, na Academia Militar Mikhailovsky em 1873. Foi inicialmente um oficial de artilharia da Frota do Mar Negro. Durante a Guerra Russo-Turca (1877-1878), o tenente Rozhestvensky a bordo do seu navio Vesta ataca navios turcas que repelem o ataque provocando uma explosão no Vesta, os outros navios russos fogem. Em julho de 1877, Rozhestvensky e o Vesta atacam e danificam um navio turco, ganhando assim a Ordem de São Vladimir e a Ordem de São Jorge.

Em 1883, a jovem Bulgária havia criado sua marinha de guerra e Rozhestvensky foi enviado para comandar a marinha búlgara e treinar oficiais e marinheiros

Guerra Russo-Japonesa[editar | editar código-fonte]

Rozhestvensky assumiu o comando da Frota do Báltico, quando a Frota do Pacífico (Rússia) foi destruída pelos japoneses, Rozhestvensky assumiu a responsabilidade de conduzir a Frota do Báltico até Vladivostok e atacar os navios japoneses para aliviar a pressão em Port Arthur, durante o caminho, os russos confundem navios pesqueiros ingleses com navios inimigos e ataca-os, os ingleses em resposta, fecha o Canal de Suez, os russos então tiveram que contornar a África e o Cabo da Boa Esperança. Em Madagáscar, os russos souberam da queda de Port Arthur, Rozhestvensky continuou a viagem optando por passar pelo Estreito de Tsushima, apesar de ser o trajeto mais perto era também o mais perigoso, o Almirante Togo soube da rota russa e posicionou seus navios que atacaram de surpresa os russos, ao anoitecer, o Knyaz Suvorov foi atingido por um tiro que destruiu a ponte de comando e feriu gravemente Rozhestvensky, o Almirante Nebogatov assumiu o comando e no dia seguinte em 28 de maio de 1905, os russos se rendem. Rozhestvensky ficou internado na ilha japonesa de Sasebo, em novembro pode retornar à São Petersburgo, ao chegar foi julgado por um tribunal militar que o condenou à morte pela derrota na Batalha de Tsushima, entretanto o Czar Nicolau II o perdoou. Em fevereiro de 1906, ele teve que renunciar ao cargo de Diretor-Geral da Marinha. A sua carreira militar acabou e ele passou os últimos anos recluso tentando se defender da derrota em Tsushima afirmando que se o governo tivesse investido na marinha talvez os russos teriam vencido. Em 14 de janeiro de 1909, Rozhestvensky morreu de doença pulmonar e foi enterrado no mosteiro de Alexander Nevsky.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.