ZON Multimédia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Zon Multimédia)
Ir para: navegação, pesquisa
ZON Multimédia, SGPS, S.A.
Logo zon.gif
Tipo Sociedade gestora de participações sociais (SGPS), Sociedade Anónima (SA)
Indústria Telecomunicações
Fundação 1994 (como PT Multimédia),
Encerramento 2013
Sede Lisboa, Flag of Portugal.svg Portugal
Pessoas-chave Rodrigo Costa, CEO
Empregados 1.620
Produtos Televisão por assinatura, Internet, distribuição de conteúdos audiovisuais, cinema e telecomunicações
Lucro Aumento EUR 36 milhões (2012)
Faturamento Aumento EUR 856,6 milhões (2012)[1]
Sucessora(s) NOS

A ZON Multimédia (anteriormente conhecida por PT Multimédia) foi um grupo empresarial português que liderou o mercado de televisão paga em Portugal[2] , foi o segundo maior Internet provider[3] e, à escala nacional, foi também líder no mercado de exibição cinematográfica[4] . Integrou o principal índice bolsista nacional, o PSI-20[5] . Foi a primeira empresa de Pay TV em Portugal, surgindo com a designação de TV Cabo, em 1993, antes de receber a licença para a operação cabo, em maio de 1994[6] . Em 2008 assumiu a nova designação, ZON Multimédia[7] , e uma nova estratégia assente na liderança do Triple Play[8] . Em agosto de 2013, a sua fusão com a Optimus deu origem à ZON Optimus, denominada, desde maio de 2014, NOS[9] .

Resumo[editar | editar código-fonte]

Uma reorganização da Portugal Telecom efetuada em 1996 levou a que fossem definidas diversas áreas de intervenção: a rede fixa de telefones, a rede de telefones móveis, a televisão por cabo e multimédia, empresas, internacional, inovação e sistemas de informação. Tudo isto com o objetivo de manter o crescimento, rentabilidade e monopólio da rede fixa.

Assim nasceu a PT Multimédia em 1994, que operou nas áreas de media, serviços iterativos e Internet. Esta empresa detinha cerca de 69 % do mercado da televisão por subscrição, seja por cabo ou satélite, que possibilita o acesso a mais de 100 canais através da TV Cabo.

No fim do ano 2012 a ZON juntamente com a Portugal Telecom dominam o mercado de assinantes de televisão em Portugal com 89,4 %.[10]

Accionistas[editar | editar código-fonte]

  • CGD (Caixa Geral de Depósitos) - 14,28%
  • Novo Banco - 11,12%
  • BPI (Banco Português de Investimento) - 5,16%
  • Telefónica - 5,13%
  • Cinveste - 5,02%
  • Joaquim Oliveira - 3,77%
  • Fundo Brandes - 2,75%
  • Ongoing Strategy Investments - 2,75%[11]

História[editar | editar código-fonte]

A ZON foi a primeira empresa de Pay TV em Portugal, surgindo com a designação de TV Cabo. Foi criada em 1993, antes de receber a licença para a operação cabo, em maio de 1994[12] . Em 1996, com a reorganização do grupo Portugal Telecom nas áreas rede fixa de telefones, rede de telefones móveis, televisão por cabo e multimédia, empresas, internacional, inovação e sistemas de informação, cria-se a PT Multimédia, Serviços de Telecomunicações e Multimédia, SGPS, SA, uma holding do grupo Portugal Telecom, cujos objetivos eram centralizar as atividades de Internet e Multimédia. Em 1999, a PT Multimédia é colocada em bolsa, ficando a Portugal Telecom com 58 % do capital. Mais tarde, é criada a PTM.com, holding da PT Multimédia, que centraliza as atividades de Internet. Esta foi colocada em bolsa (a PT Multimédia ficou com 68 %), mas deu prejuízo, facto que originou uma OPT de 3,4908:1 (ou seja, por cada 3,4908 ações da PTM.com - é possível ter-se frações de ações - oferecer-se-ia a 1 ação da PT Multimédia). Esta, devido ao seu prejuízo e à dívida da PT Multimédia, foi vendida à Portugal Telecom. Em 2005, é vendida a subholding Lusomundo Serviços (da Lusomundo) à Controliveste, que incluía a Lusomundo Media - proprietária das publicações Diário de Notícias, Jornal de Notícias, O Jogo, Tal & Qual e Volta ao Mundo - e TSF Rádio Notícias - que incluía a rádio TSF. Em 2006, é lançada uma OPA pela Sonaecom ao capital da Portugal Telecom e da PT Multimédia, sendo que aí começa a cisão (spin-off) entre a PT Comunicações e PT Multimédia.

Em setembro/outubro de 2007, concluiu-se o processo de cisão entre Portugal Telecom e PT Multimédia (apesar de a data oficial de cisão ser dia 6 de Novembro do mesmo ano), sendo que TV Cabo Portugal e PT Comunicações ficaram operadores concorrentes. Zeinal Bava, até à altura CEO da PT Multimédia e da TMN e vice-presidente do grupo Portugal Telecom, tornou-se CEO da Portugal Telecom e foi substituído na PT Multimédia por Rodrigo Costa. Em 2008, adotou o seu novo nome, ZON Multimédia, para se encaixar na estratégia de separação total e completa da Portugal Telecom.

Em 2012, a ZON entrou em negociações com a Optimus para esta ser adquirida e assim fundir as duas empresas. A assembleia geral de acionistas extraordinária da Zon realizou-se a 7 de março de 2013 e foi aprovada por 99% do capital presente.[13] . A fusão foi concretizada sob o nome NOS, a 16 de maio de 2014.[14]

Internacionalização[editar | editar código-fonte]

O primeiro passo da ZON a nível de internacionalização deu-se em 2010 com o estabelecimento da joint-venture ZAP em Angola[15] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. http://www.zon.pt/institucional/EN/Documents/ZONFY12ENGLISH.pdf
  2. Subscritores de televisão paga aumentam 6,3% em Portugal e ZON lidera TEK Sapo (5 março 2013).
  3. Estágios: Empresa de telecomunicações recruta jovens Boas Notícias.
  4. Paulo Branco denuncia "insustentabilidade da exibição independente" Hard Música (22 abril 2014).
  5. BCP e Zon suportam subida do PSI 20 DN Economia (3 janeiro 2012).
  6. TV por cabo teve crescimento espectacular em dez anos Público (27 julho 2004).
  7. PT Multimédia anuncia terça-feira mudança de nome para ZON Jornal de Negócios (28 janeiro 2008).
  8. ANACOM dá liderança no triple-play à ZON Correio da Manhã (11 junho 2012).
  9. Zon Optimus apresenta nova marca “Nos” a 16 de Maio Jornal de Negócios (12 maio 2014).
  10. O que está a preocupar a Vodafone na fusão da ZON Dinheiro Vivo (11 de Março de 2013). Visitado em 11 de Março de 2013.
  11. Conforme o Confidencial, caderno do jornal Sol, de 10 de Novembro de 2007 e o Diário Económico
  12. O que vai mudar com a Televisão Digital Terrestre Diário Económico (18-03-2011).
  13. Dinheiro Vivo - Concorrência notificada sobre fusão da Zon e Optimus. Visitado em 11 de Fevereiro 2013.
  14. Ana Brito (16 de Maio de 2014). Soma da Zon e da Optimus dá origem à marca NOS (em português) Público. Visitado em 16 de Maio de 2014.
  15. ZAP, a nova marca da Zon em Angola Diário Económico (15-02-2010).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]