Zona Norte (Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Panorama da Zona Norte ao anoitecer a partir do Parque Nacional da Tijuca

A Zona Norte do Rio de Janeiro é uma área geográfica da Cidade do Rio de Janeiro, que engloba as Subprefeituras da Zona Norte, Grande Tijuca, Ilha do Governador e Ilha de Paqueta.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Vista externa do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã

Dos pontos turísticos, os principais são: o estádio do Vasco da Gama, popularmente conhecido como "São Januário", a Floresta da Tijuca, o Horto das Palmeiras, a Igreja da Penha, a Igreja de São Sebastião dos Capuchinhos, a Ilha de Paquetá, a Ilha Fiscal, o Jardim Zoológico, também conhecido como RIOZOO, o Estádio Jornalista Mário Filho, muito conhecido como Maracanã, o Estádio Gilberto Cardoso, muito conhecido como Maracanãzinho, o Parque Nacional da Tijuca, e a Quinta da Boa Vista.[1]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Grandes vias estão localizadas nesta região, como a entrada e saída, para a via expressa Linha Vermelha, na qual liga os municípios do Rio de Janeiro, e São João de Meriti; e a Linha Amarela, que liga a Barra da Tijuca à Ilha do Fundão. Dezesseis estações de metrô, estão espalhadas na região, todas, administradas pela empresa ferroviária Metrô Rio. Estas são: Estácio, São Cristóvão, Maracanã, Triagem, Maria da Graça, Nova América/Del Castilho, Inhaúma, Engenho da Rainha, Tomás Coelho, Vicente de Carvalho, Irajá, Colégio, Coelho Neto, Acari/Fazenda Botafogo, Engenheiro Rubens Paiva, e Pavuna. A Estação São Cristóvão, e Cidade Nova, ligam a região Norte, e a Região Central do Rio de Janeiro, respectivamente. A Estação Pavuna é a estação terminal da linha 2 de metrô, no sentido norte.

Construções[editar | editar código-fonte]

A Zona Norte se intensificou com utilização da Ferrovia D. Pedro II, nos meados do século XIX. No ano de 1858, esta intensificou a ocupação territorial, e a inauguração de uma estrada, com o mesmo nome homenageado, a Estrada de Ferro D. Pedro II, no ano de 1858, que ligava o Centro até Queimados e, mais tarde, no final do século, uma linha auxiliar ligava a Pavuna também. No final da década de 30, a presença de indústrias é muito visível, crescendo assim nas próximas décadas, sendo um grande complexo industrial, comercial, e residencial.

No século XVIII, se cultivava na região, principalmente, a cana-de-açúcar, frutas, e hortaliças, tornando-se a maior área fornecedora da cidade, destas plantações. Os escoamentos eram feitos, por vias terrestres, e fluviais. Sendo feitos, principalmente, pela antiga Estrada Real de Santa Cruz, e pelos rios Pavuna e Meriti, através do extinto Porto de Irajá. A grande atividade mercantil na região, deu origem a bairros da zona norte, como Madureira, Pavuna, Anchieta, e outros.

Regiões Administrativas[editar | editar código-fonte]

Das trinta e três regiões administrativas da cidade do Rio de Janeiro, doze estão na zona norte: Anchieta (XXII), Complexo do Alemão (XXIX), Inhaúma (XII), Irajá (XIV), Jacarezinho (XXVIII), Madureira (XV), Maré (XXX), Méier (XIII), Pavuna (XXV), Penha (XI), Ramos (X) e Vigário Geral (XXXI).[2]

Subprefeitura[editar | editar código-fonte]

As subprefeituras fazem o intermédio entre a população, de toda a área, e o Gabinete do Prefeito, do município. Suas atividades, são atribuídas com políticas públicas, feitas para os moradores melhorarem a qualidade de vida na região, contando com órgãos públicos, se necessário. Esta, é um dos responsáveis por desenvolver a ordem urbana, para moradores e visitantes, e ainda, revitalizar a região.[3]

Referências

  1. Passeios (HTML) 4 pp. Rio Guia Oficial (2010). Página visitada em 15 de janeiro de 2011.
  2. Conheça a Subprefeitura (HTM) Prefeitura do Rio de Janeiro. Página visitada em 13 de julho de 2013.
  3. Subprefeitura da Zona Zorte (HTML) Prefeitura do Rio de Janeiro (2010). Página visitada em 15 de janeiro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]