Zona nerítica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Habitats marinhos
Zona litoral
Zona entremarés
Estuários
Florestas de kelp
Recifes de coral
Bancos oceânicos
Plataforma continental
Zona nerítica
Estreitos
Zona pelágica
Zona oceânica
Montes submarinos
Fontes hidrotermais
Emanações frias
Zona demersal
Zona bentónica

Em biologia marinha chama-se zona nerítica ou província nerítica à região dos oceanos que corresponde ao relevo da plataforma continental e à camada de água situada sobre ela e que não sofre a influência das marés.1 É adjacente à zona litoral.

O relevo é recoberto de sedimentos oriundos dos continentes por meio da ação dos ventos, rios, enxurradas e geleiras. As águas que recobrem o fundo pertencem à zona eufótica, permitindo a fotossíntese. Em decorrência desses fatos apresenta muitos cardumes, sendo a região mais explorada pelas pescas e mais importante economicamente.

Organismos neríticos[editar | editar código-fonte]

Por extensão, denominam-se organismos neríticos os organismos vivos, animais ou vegetais, que vivem naquele habitat.

O termo aplica-se aos seres que passam todo o seu ciclo de vida na zona nerítica, principalmente as espécies sésseis, como algumas macroalgas, os corais, os invertebrados que pertencem à meiofauna, ou seja, que vivem normalmente enterrados na areia, mas também aos representantes do nécton (peixes, crustáceos ou moluscos) que não executam migrações para fora deste habitat.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.