Ágama (Hinduísmo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Ágamas (Devanágari: आगम, IAST: āgama) são uma coleção de escrituras de várias escolas devocionais hindus.[1][2] O termo literalmente significa tradição ou "aquilo que desceu", e os textos de Agama descrevem cosmologia, epistemologia, doutrinas filosóficas, preceitos sobre meditação e práticas, quatro tipos de yoga, mantras, construção de templos, adoração a divindades e maneiras de atingir desejos seis vezes maiores.[1][3] Esses textos canônicos estão em sânscrito,[1] telugu e tâmil (escritos nas letras Grantha, télugo Telugu e tâmil).[4][5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Grimes, John A. (1996). A Concise Dictionary of Indian Philosophy: Sanskrit Terms Defined in English (New and Revised Edition) (em inglês). Nova Iorque: State University of New York Press. pp. 16–17 
  2. Mittal, Sushil; Thursby, Gene R. (2004). The Hindu World (em inglês). Abingdon: Routledge. pp. 27–28 
  3. Dhavamony, Mariasusai (2002). Hindu-Christian Dialogue: Theological Soundings and Perspectives (em inglês). Amsterdã: Rodopi. pp. 54–56 
  4. Peterson, Indira Viswanathan (1991). Poems to Śiva: The Hymns of the Tamil Saints (em inglês). Deli: Motilal Banarsidass Publishers. pp. 11–18 
  5. Datta, Amaresh (1987). Encyclopaedia of Indian Literature (em inglês). Nova Deli: Sahitya Akademi. p. 95 
Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.