Água de rosas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Água de rosas (persa: |گلاب Golâb, turco: Gül suyu, árabe: ماء ورد Mây ward) é um adjuvante utilizado na farmacotécnica composto por essência de rosas e água.[1] Utiliza-se também água de rosas na culinária, em cosméticos e em rituais hindus.

A água de rosas ou o hidrolato de rosas, se obtém a partir da destilação de pétalas de rosa no alambique. Por arraste do vapor de água se obtém o óleo essencial de rosas e separadamente a água de rosas ou hidrolato. Que é a água utilizada no processo da destilação, que contém as moléculas hidrosolúveis da flor.

Tem a misma textura que a água e o aroma característico da rosa. A essência da melhor qualidade e mais cara provêm da Bulgária, extraída da rosa de Alejandria ou de Damasco, localizada em Marruecos como rosa damascena.

No entanto, a água de rosas contém uma quantidade muito pequena de componentes ativos dos que se extraem do óleo essencial das rosas. Eles são mais macios e versáteis.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A água de rosas tem origem antiga. É produzida pelo povo árabe desde o século IX. Alguns pesquisadores acreditam que foram os indianos os criadores do produtos, já outros pensam que surgiu ao mesmo tempo na Índia, Bulgária e mundo árabe.[3]

Notas e referências

  1. Formulário Nacional da Farmacopeia Brasileira
  2. (em castelhano)«Agua de Rosas no site da Escuela Holística Internacional» 
  3. «ÁGUA DE ROSAS». Revista Caras. Consultado em 16 de março de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.