Álibi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Álibi
Álbum de estúdio de Maria Bethânia
Lançamento 1978
Gênero(s) MPB
Duração 30:54
Gravadora(s) Polygram/Philips
Produção Perinho Albuquerque, Maria Bethânia
Cronologia de Maria Bethânia
Maria Bethânia e Caetano Veloso Ao Vivo
(1978)
Mel
(1979)

Álibi é um álbum musical de 1978 da cantora brasileira Maria Bethânia.

História[editar | editar código-fonte]

O título foi originado da canção homônima do cantor brasileiro Djavan.

Foi o segundo disco de uma cantora brasileira a ultrapassar a marca de 1 milhão de cópias vendidas[1], antes dele, somente Claridade de Clara Nunes, havia conseguido tal feito.

Considerado um dos melhores discos da carreira da cantora, o disco coleciona sucessos, como "Sonho Meu", com participação da também baiana Gal Costa, "O Meu Amor", em dueto com Alcione, "Ronda", de Paulo Vanzolini, e "Explode Coração (Não Dá Mais Pra Segurar)" (autoria de Gonzaguinha), um dos maiores, ou talvez o maior sucesso da cantora.

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
All Music Guide 3 de 5 estrelas. [2]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloMúsica Duração
1. "Diamante Verdadeiro"  Caetano Veloso 2:04
2. "Álibi"  Djavan 3:35
3. "O Meu Amor" (com Alcione)Chico Buarque 3:20
4. "A Voz de Uma Pessoa Vitoriosa"  Waly Salomão / Caetano Veloso 2:44
5. "Ronda"  Paulo Vanzolini 2:05
6. "Explode Coração"  Gonzaguinha 2:06
7. "Negue"  Adelino Moreira / Enzo Almeida Passos 3:58
8. "Sonho Meu" (com Gal Costa)Dona Ivone Lara / Délcio Carvalho 3:03
9. "De Todas as Maneiras"  Chico Buarque 1:53
10. "Cálice"  Gilberto Gil / Chico Buarque 3:19
11. "Interior"  Rosinha de Valença 2:40

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Maria Bethânia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.