Árabe taizzi-adeni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Árabe taizzi-adeni
Falado(a) em:  Iêmen
Região: Taiz, Adem
Total de falantes: 10,5 milhões (2015)
Família: Semítica
 Ocidental
  Central
   Centro-meridional
    Árabe
     Árabe peninsular
      Árabe iemenita
       Árabe taizzi-adeni
Escrita: Alfabeto árabe
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: acq
ISO 639-3: acq
Dialectos árabe yemení.png

O árabe taizzi-adeni ou árabe taʽizzi-adeni (em árabe: اللهجة الصنعانية) é uma das quatro principais variantes dialetais árabes do Iêmen.[1] Pertencente ao ramo do árabe peninsular, é uma variante formada pelo taizzi, falado em Taiz e partes de Ibb, e pelo adeni, falado em Adem, ambos no sul iemenita.

Embora não possua status oficial de língua oficial, posição esta reservada ao árabe moderno padrão no Iêmen, o árabe taizzi-adeni possui vocabulário próprio e fonologia distinta dos dialetos iemenitas hadhrami, sanani e tihami. Em comum com essas variantes, o taizzi usa o uvular rígido [q] para o clássico qāf (ق). Já o adeni também substitui plosivas dentárias por fricativas dentárias: /θ/ torna-se /t/, /ð/ torna-se /d/, e os dois enfáticos (clássicos), /ðˤ/ and /ɮˤ/, fundidos em /dˤ/. Também usa /ɡ/ para a letra árabe ǧīm (ج).[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Arabic Language: Tracing its Roots, Development and Varied Dialects». Day Translations (em inglês). 16 de outubro de 2015. Consultado em 22 de junho de 2020 
  2. Watson, Janet C. E. «The Phonology and Morphology of Arabic» (PDF) (em English). Oxford. p. 16. Consultado em 23 de junho de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.