Área Protegida das Ilhas Fénix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pix.gif Área Protegida das Ilhas Fénix *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Rotjan - Enderbury Day 1 - 2nd half (62).JPG
Recife de Corais no (atol de Enderbury)
País  Kiribati
Tipo Natural
Critérios (vii) (ix)
Referência 1325 en fr es
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 3° 38' 59" S 172° 51' 27" O
Histórico de inscrição
Inscrição 2010  (? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

A Área Protegida das Ilhas Fénix é uma área protegida do Kiribati, localizada no Oceano Pacífico Sul e constituída por um conjunto de 8 ilhas (que são vulcões presumidamente inativos, emersos no oceano), centenas de ilhotas, atóis e arrecifes, 14 vulcões imersos e inativos, além da extensão territorial marítima circundante, totalizando uma área de 408.250 km². É a maior área marítima protegida do mundo, instituída em março de 2006 pelo governo do presidente Anote Tong. Representa 12% da extensão territorial do Kiribati.[1][2]

Em 2010 foi integrada à lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO, por "constituir-se em um dos últimos ecossistemas intactos de arquipélagos oceânicos de corais do mundo".[3]

O sítio é interdito à exploração econômica de seus recursos naturais. A reserva é habitat, refúgio e rota de migração de, já identificadas, 200 espécies de corais, 500 espécies de peixes, 18 mamíferos marinhos e 14 espécies de aves.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (em inglês)UNESCO - WHC. «Área Protegida das Ilhas Fénix». Consultado em 22 de janeiro de 2016 
  2. (em inglês) "Phoenix Islands Protected Area", site oficial
  3. (em francês) "Aire protégée des îles Phoenix", Patrimoine mondial de l'UNESCO
  4. (em inglês) "Interview with a Drowning President, Kiribati's Anote Tong", The Nation, 1-10-2010